Sinais de depressão e ansiedade dobraram em jovens na pandemia, diz estudo

Uma revisão recente de 29 pesquisas concluiu que os sintomas de ansiedade e depressão entre crianças e adolescentes dobraram após o início da pandemia de coronavírus. O trabalho, que reuniu dados de 80 879 jovens com 18 anos ou menos de diversos países, foi publicado no respeitado periódico científico JAMA Pediatrics.

Antes da pandemia, levantamentos sugeriam que sintomas depressivos eram comuns a 12,9% desse grupo. Já durante a crise do coronavírus, essa taxa subiu para 25,2%. Os sinais ansiosos por sua vez, aumentaram de 11,6% para 20,5%. E o índice tendia a ser maior conforme o avanço da pandemia.

Uma revisão de pesquisas estimou o impacto da crise do coronavírus na infância e adolescência

Sinais de depressão e ansiedade dobraram em jovens na pandemia, diz estudo

publicado originalmente em Veja saúde

✨🌻