Assista a “QUEM FOI VACINADO 2 VEZES TEM RISCO DE ADIQUIRIR HIV? VERDADE OU MENTIRA DE BOLSONARO?” no YouTube

É tão absurdo que parece que é mentira…mas não é, quer dizer …o que esse cara falou, é!

Um sujeito que é ” líder” de um país, deixa de estar cumprindo seu dever de tirar a nação do fundo do poço, para ir pra internet mentir na cara dura… é vergonha demais.

Tirar do ar é pouco, tirem “isso” do Planalto!

FORA BOLSONARO 🤡🤬

imagens da internet

Novo teste rastreia hanseníase em 24 horas

Dormência, manchas e placas na pele são sinais característicos da hanseníase. “O diagnóstico, em geral, é clínico, mas casos com manifestações imprecisas exigem testes laboratoriais”, explica a dermatologista Laila de Laguiche, presidente da Aliança contra a Hanseníase. “Só que, quanto mais tardia a detecção, maior o risco de sequelas físicas nas pessoas acometidas”, alerta.

Agora o laboratório paranaense Mobius Life Sciense criou um exame molecular de execução simples e baixo custo que entrega o resultado em um dia. “O teste demanda somente uma amostra de tecido, numa biópsia feita por um médico”, descreve a especialista. O método revela ainda se o quadro infeccioso é resistente a certos medicamentos, antecipando a indicação de tratamentos diferenciados.

Raio X da doença

As marcas na pele ainda geram estigma e preconceito

  • Nome: hanseníase
  • O que causa: a bactéria Mycobacterium leprae
  • Como se transmite: por gotículas de saliva e secreções nasais
  • Como prevenir: rastreamento e apoio da vacina BCG (para tuberculose)
  • Como se trata: combinação de antibióticos

Um mal comum no Brasil

A hanseníase faz parte do rol das chamadas doenças negligenciadas, e a incidência no país é a segunda maior no mundo — só perdemos da Índia.

De acordo com o documento Estratégia Global para Hanseníase, da Organização Mundial da Saúde (OMS), nosso país notifica mais de 10 mil casos todo ano, identificados sobretudo em bolsões de pobreza no Norte, no Nordeste e no Centro-Oeste.

Em recente estudo, pesquisadores da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP registraram fortes sinais da doença numa cidade do interior paulista. O resultado só confirma a necessidade de conscientizar a população sobre a importância de diagnóstico precoce e tratamento adequado para frear a transmissão.

Exame desenvolvido no país pode acelerar e tornar mais acessível o diagnóstico da doença

Novo teste rastreia hanseníase em 24 horas

publicado originalmente em Veja saúde

Trabalhar sempre

Não te imobilizes, à beira da estrada, aguardando o ensejo de ser feliz. O êxito real não é um fruto de ouro, na bandeja da gratuidade. Adere ao trabalho e aprende a servir. Seja qual seja o lugar em que estivermos, é preciso empregar as forças disponíveis da própria existência, no esforço máximo ante o […]

Trabalhar sempre

publicado originalmente em site espírita

Assista a “Enya – O Come, O Come, Emmanuel (Lyric Video)” no YouTube

✨O come, O come , Emmanuel

Oh vamos, vamos, Emmanuel
O come, o come Emmanuel

Para libertar seu cativo Israel
To free your captive Israel

Que lamenta no exílio solitário aqui
That mourns in lonely exile here

Até que o Filho de Deus apareça
Until the Son of God appear

Alegrem-se, alegrem-se, Israel
Rejoice, rejoice o Israel

Para você deve vir Emmanuel
To you shall come Emmanuel

Vem, vem, Emmanuel
Veni, veni, Emmanuel

Prisioneiro de Israel solto
Captivum solve Israel

Quem geme no exílio
Qui gemit in exilio

Privado para o Filho de Deus
Privatus Dei Filio

Alegrem-se, alegrem-se, Emmanuel
Gaude, gaude, Emmanuel

Ele vai nascer para você, Israel
Nascetur pro te, Israel

Alegrem-se, alegrem-se, Emmanuel
Gaude, gaude, Emmanuel

Ele vai nascer para você, Israel
Nascetur pro te, Israel

Alegrem-se, alegrem-se, Emmanuel
Gaude, gaude, Emmanuel

Ele vai nascer para você, Israel
Nascetur pro te, Israel

✨✨Fonte: LyricFind

Compositores: Eithne Ni Bhraonain / Nicky Ryan / Roma Ryan / Trad

Letra de O Come, O Come, Emmanuel © Sony/ATV Music Publishing LLC, Warner Chappell Music, Inc, Peermusic Publishing, Kobalt Music Publishing Ltd.

imagens do Pinterest

Óleos essenciais: o que um cheiro pode fazer por você?

A bioquímica Bettina Malnic é uma das poucas especialistas brasileiras quando o assunto é o funcionamento do nosso olfato. Ela criou o Laboratório de Neurociência Molecular no Instituto de Química da Universidade de São Paulo (USP) para decifrar como as diferentes moléculas de odor se conectam a receptores no nariz e depois são interpretadas pelo cérebro. E, em seu pós-doutorado nos Estados Unidos, trabalhou com Linda Buck, cientista que, em 2004, ganhou o Prêmio Nobel por ter identificado os 400 receptores olfativos do ser humano.

Bettina ainda não sabe descrever, contudo, quais regiões do cérebro são ativadas por cheiros específicos. Nem ela nem seus pares. “Aromas diferentes podem excitar áreas e circuitos neurais diferentes. Alguns já conhecemos, como o sistema límbico, responsável por nossas emoções, e o hipotálamo, que controla reações fisiológicas como fome e sede. Mas não sabemos todas as regiões cerebrais impactadas pelos odores nem suas potenciais respostas a isso”, conta.

Sem descortinar por completo as redes e os reflexos do nosso sistema olfativo, é difícil garantir que as moléculas odoríferas irão despertar essa ou aquela reação psíquica ou física em alguém. E, para complicar, a gente sabe que o mesmo cheiro que agrada uns desagrada outros. Daí que cravar se um aroma terá efeito A ou B em mim ou em você é uma questão cheia de incógnitas para a ciência.

Depende! O uso de óleos essenciais e aromas se expande como uma solução para acalmar os ânimos, mas é bom ter cautela com as propagandas exageradas

Óleos essenciais: o que um cheiro pode fazer por você?

publicado originalmente em Veja saúde

Dinossauros viviam em grupo há 193 milhões de anos, indica estudo

Cem ovos e 80 esqueletos de dinossauros compõem a descoberta paleontológica que está sendo considerada, por alguns especialistas, como uma das principais deste ano. O conjunto de fósseis encontrado na Argentina é a evidência mais antiga conhecida de que dinossauros viviam em grupos – e ficavam separados de acordo com suas idades.

Os achados aconteceram na Formação Laguna Colorada, no sul da Patagônia, famosa por abrigar fósseis de dinossauros da espécie Mussaurus patagonicus. Foram esses que a equipe internacional de cientistas encontrou por meio de escavações ao longo dos últimos anos, e analisou no estudo publicado na revista Scientific Reports.

Não é novidade que os dinossauros eventualmente viviam em bandos. Mas o comportamento só era encontrado em animais que existiram até 150 milhões de anos atrás. As descobertas recentes sugerem que eles já viviam em comunidade 40 milhões de anos antes: no início do período Jurássico.

Mussaurus patagonicus era um dinossauro herbívoro, cujo peso aproximado de 1,5 tonelada se distribuía em um corpo de 3 metros de altura e 8 de comprimento. A espécie faz parte de um grupo chamado sauropodomorfo, composto por dinossauros de pescoço e cauda longa.

Ovos e esqueletos do Mussaurus patagonicus indicam que a espécie se organizava em “panelinhas” separadas por idade.

Dinossauros viviam em grupo há 193 milhões de anos, indica estudo

publicado originalmente em superinteressante