Microfósseis encontrados no Alasca revelam presença de dinossauros no Ártico

Quando falamos em dinossauros, talvez você imagine esses antigos habitantes do planeta como protagonistas de florestas e savanas. Mas eles também marcavam presença nos polos, como já denunciaram evidências arqueológicas – fósseis e pegadas, por exemplo. O que intriga os cientistas é como os dinossauros sobreviviam (e se eles se reproduziam) nestas regiões, sob temperaturas congelantes e, ocasionalmente, meses inteiros de escuridão. 

Como os dinossauros poderiam viver nas regiões polares? Os pesquisadores acreditam que movimentos migratórios não são a resposta.

Microfósseis encontrados no Alasca revelam presença de dinossauros no Ártico

publicado originalmente em superinteressante

2 respostas para “Microfósseis encontrados no Alasca revelam presença de dinossauros no Ártico”

  1. Existem tantas coisas que é difícil tirar uma conclusão. Uma das que mw intrigam é como os vikings conseguiram chegar no continente das Américas naquele frio surreal atravessando o mar num barco sem muitas estruturas.

✨🌻