Assista a “Por que o desmatamento pode causar novas pandemias?” no YouTube

O Doutor Drauzio Varella dando uma aula muito interessante sobre a relação entre desmatamento, animais e novos vírus.

A saúde e a biodiversidade intimamente ligadas e mantendo o equilíbrio entre si.

imagens do Pinterest

Corais do Atlântico tropical têm futuro ameaçado pela crise climática

Os recifes de corais são muito importantes para vida marinha: eles servem como locais de alimentação, reprodução e refúgio para várias espécies. O problema é que eles são especialmente suscetíveis às mudanças climáticas, especialmente o aumento da temperatura dos oceanos.

Quando eles morrem, levam junto ecossistemas marinhos inteiros num efeito dominó. Para investigar o que pode acontecer com os recifes de coral do Atlântico Sul, pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) estudaram três espécies de corais. O estudo foi publicado recentemente no periódico especializado Frontiers in Marine Science.

Cientistas coletaram dados e usaram simulações de computador para descobrir como o aquecimento global vai afetar três espécies importantes para a construção de recifes no nosso quintal oceânico.

Corais do Atlântico tropical têm futuro ameaçado pela crise climática

publicado originalmente em superinteressante

Registros fósseis em cavernas de Minas mostram que o estado já teve mar

A história geológica do planeta Terra pode facilmente ser comparada à novela adolescente Malhação, da Globo. Nunca acaba, é dividida em diferentes fases, que são divididas em temporadas, as quais têm muitos episódios em que, uma hora ou outra, são apresentados alguns novos personagens. 

O assunto é complexo, então, vale fechar um pouco a perspectiva: a novela deste texto se chama Pré-Cambriano – nome que se dá a tudo que aconteceu na história da Terra entre a origem do planeta, há 4,5 bilhões de anos, e o momento em que os animais se diversificaram e tomaram conta do planeta, a partir de 542 milhões de anos atrás. Ou seja: é um enredo de 4 bilhões de anos.

Pesquisadores da UFU e da UNIFESP encontraram construções calcárias que indicam a existência de vida microbiana na região há 1 bilhão de anos.

Registros fósseis em cavernas de Minas mostram que o estado já teve mar

publicado originalmente em superinteressante

Intestino de tubarões evoluiu mesma geometria de válvula criada por Tesla

O inventor sérvio Nikola Tesla sobrevive no imaginário popular como sinônimo de gênio louco e incompreendido. Contribuiu com a idealização das redes elétricas de corrente alternada que hoje abastacem praticamente todas as residências do mundo – e assinou um enorme número de patentes que lhe renderam fortuna razoável. Mesmo assim, morreu sozinho e endividado, morando em um quarto de hotel em Nova York.

Uma criação pouco conhecida de Tesla foi uma válvula. “Válvula”, no jargão dos engenheiros, é qualquer dispositivo que ora interrompe, ora permite a passagem de um gás ou líquido. O jeito mais basicão de fazer uma válvula é montar uma portinhola que deixa a água passar quando ela vem de uma direção – mas fecha sob a força da própria água quando o líquido vem da direção oposta. Veja o GIF abaixo:

É possível que o mecanismo desacelere a passagem da comida pelo sistema digestório – permitindo a máxima absorção de nutrientes.

Intestino de tubarões evoluiu mesma geometria de válvula criada por Tesla

publicado originalmente em superinteressante

Cães tendem a te ignorar se souberem que você está mentindo, sugere estudo

Se você já tentou oferecer remédio ao seu cachorro fingindo ser comida, sabe bem que enganá-los não é tarefa fácil. E, ao que parece, eles superam alguns primatas e até bebês humanos quando o assunto é enganação.

Uma nova pesquisa, publicada na revista científica Proceedings of the Royal Society B, mostrou que os cães sabem quando nós estamos mentindo. E mais: em alguns casos, eles deixam a lorota passar; em outras, não.

Pesquisadores da Universidade de Viena, na Áustria, realizaram uma série de testes para avaliar o comportamento dos cachorros quando enganados. Participaram, no total, 260 cães de raças diversas, todas puras.

Por outro lado, quando confiam nos humanos, os animais parecem seguir ordens mesmo estando cientes de que não obterão vantagens. Entenda.

Cães tendem a te ignorar se souberem que você está mentindo, sugere estudo

publicado originalmente em superinteressante