Gatos podem ter ficado mais afetuosos durante a pandemia, sugere estudo

A pandemia e o isolamento social influenciam – e muito – nossa saúde mental. Mas você já parou para pensar como os animais de estimação são afetados por esse contexto?

Um novo estudo, liderado por cientistas das Universidades de York e de Lincoln (ambas do Reino Unido), investigou mudanças no bem estar e no comportamento dos bichinhos a partir de relatos de seus respectivos donos. O estudo analisou associações entre essas mudanças e as alterações ocorridas na rotina diária e na saúde mental das pessoas com o lockdown.

Pesquisadores do Reino Unido entrevistaram mais de 5 mil pessoas para investigar o impacto do isolamento nos animais de estimação. Os cães apresentaram as piores mudanças no comportamento.

Gatos podem ter ficado mais afetuosos durante a pandemia, sugere estudo

publicado originalmente em superinteressante

2 respostas para “Gatos podem ter ficado mais afetuosos durante a pandemia, sugere estudo”

  1. 💜 Cat Language EveryOne; begins with:

    ● “Please Stop That until I Approach YOU!!! and Purr.”

    …goes on to…

    ● “What The Fuck was THAT!!! 😮😳🤔 ?”
    ● “Here’s a Dead Body I Gift to YOU!!!”

    💜 Dog Language EveryOne; pretty simples really:

    ● Please Leave Me Alone; it’s Crystal Clear Clarity that YOU!!! ARE Killing Me with CoDependency

    …💛💚💙…

✨🌻