Montar um prato mais colorido pode proteger o cérebro, diz estudo

Alimentos que concentram flavonoides, como morango, laranja, pimentão e maçã, podem reduzir o risco de declínio cognitivo em até 20%. Isso é o que mostra um estudo publicado recentemente na Neurology, revista médica da Academia Americana de Neurologia.

Encontrados naturalmente nas plantas, os flavonoides são considerados antioxidantes poderosos. Na prática, protegem as células de danos causados por moléculas instáveis, os radicais livres – inclusive na massa cinzenta. Segundo o trabalho, é preciso ingerir ao menos meia porção por dia desse grupo para que ocorra algum benefício ao cérebro.

A avaliação contou com 49 493 mulheres e 27 842 homens – a idade média deles era de 48 e 51 anos, respectivamente, no início do estudo. Durante 20 anos de acompanhamento, as pessoas responderam a questionários sobre a frequência com que comiam vários alimentos. A ingestão de diferentes tipos de flavonoides foi calculada multiplicando o conteúdo da substância de cada item por sua frequência.

Consumo de vegetais de diversas tonalidades parece reduzir o risco de declínio cognitivo com passar do tempo

Montar um prato mais colorido pode proteger o cérebro, diz estudo

publicado originalmente em Veja saúde

6 respostas para “Montar um prato mais colorido pode proteger o cérebro, diz estudo”

✨🌻