Covid-19: estudo avalia filtragem de diferentes tipos de máscara

Máscaras são uma das formas mais eficazes de evitar o coronavírus. Pois uma pesquisa investigou o potencial de diferentes tipos (da PFF2/N95 às de pano).

A transmissão do coronavírus se dá principalmente pela inalação de gotículas de saliva e secreções respiratórias suspensas no ar. Daí porque usar máscaras e manter o distanciamento físico são as formas mais eficazes de prevenir a Covid-19, enquanto não há vacina para todos. Baratas, reutilizáveis e disponíveis em diversas cores e estampas, as máscaras de tecido estão entre as mais usadas pelos brasileiros. 

Covid-19: estudo avalia filtragem de diferentes tipos de máscara

publicado originalmente em Veja saúde

Como prevenir ou socorrer casos de intoxicação em crianças

Intoxicações por ingestão, inalação ou contato com a pele exigem cuidados específicos. Saiba como evitar ou tratar essas emergências.

Irritadas e impacientes com a pandemia de Covid-19, as crianças começam a buscar algo para fazer. Elas mexem aqui, fuçam ali, e às vezes dão de cara com medicamentos ou produtos nocivos. E a intoxicação pela ingestão, manipulação ou inalação pode ser muito perigosa.

Como prevenir ou socorrer casos de intoxicação em crianças

publicado originalmente em Veja

Covid-19: demora para consultar o médico está piorando quadro dos jovens

Saiba o que fazer quando surgem os primeiros sintomas e quais são os sinais de agravamento da infecção pelo coronavírus.

A maioria dos casos de Covid-19 é leve e nem precisaria de assistência médica. Isolamento, repouso e muita hidratação dão conta do recado. Só que cerca de 20% das pessoas pioram e necessitam de atendimento rápido. No pior momento da pandemia e em meio a notícias de hospitais lotados e novas variantes, paira a dúvida: o que fazer, então, ao suspeitar da doença?

Covid-19: demora para consultar o médico está piorando quadro dos jovens

publicado originalmente em Veja saúde

Reabilitação pós-Covid: como a alimentação pode ajudar?

Pesquisas indicam que ajustes na dieta e no estado nutricional colaboram para a recuperação e a qualidade de vida após a infecção pelo coronavírus.

Após mais de um ano do início da pandemia da Covid-19, todos nós imaginávamos que, a esta altura, já estaríamos livres da doença. Infelizmente isso não aconteceu e, com o aumento de casos nos últimos meses, é importante conhecermos os melhores cuidados na fase de recuperação do problema, que pode abranger, inclusive, adaptações na alimentação.

Reabilitação pós-Covid: como a alimentação pode ajudar?

publicado originalmente em Veja

Por que podemos perder o olfato?

Além da Covid-19, outras desordens atingem o complexo sistema que decifra os odores. Entenda como sentimos os cheiros e o que afeta essa capacidade.

O odor (bom ou ruim) é uma informação carregada por várias partículas, que ficam suspensas no ar até serem aspiradas pelo nariz. Lá, são retidas pelo epitélio, a camada de revestimento, e viajam até a parte superior da cavidade, que possui terminações nervosas com receptores para essas moléculas. O ser humano tem 400 tipos de receptores. Cachorros o dobro, e camundongos o triplo…..

Por que podemos perder o olfato?

publicado originalmente em Veja saúde

O mito dos cérebros masculino e feminino

Em entrevista, a neurocientista Gina Rippon demole a ideia de que os homens são cognitivamente superiores.

Apesar de ter estudado em colégio católico, que preparava as alunas para serem freiras ou donas de casa, a inglesa Gina Rippon nunca se imaginou fazendo outra coisa da vida que não fosse a neurociência. Prova disso é que, quando criança, seus pais lhe pegaram dissecando a cabeça de um ursinho de pelúcia para estudar seu “cérebro”. 

O mito dos cérebros masculino e feminino

publicado originalmente em Veja saúde

Brasileiro descobre uma nova doença ultrarrara

O médico ajudou a resolver o mistério de pessoas com convulsões e atraso no desenvolvimento. Conheça essa história em detalhes — e suas implicações.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), uma doença é considerada rara quando afeta até 65 em cada 100 mil indivíduos. Descobrir uma nova enfermidade do tipo, portanto, é como buscar uma agulha no palheiro. E foi isso que o médico brasileiro Salmo Raskin fez, junto com outros.

Brasileiro descobre uma nova doença ultrarrara

publicado originalmente em Veja saúde

À caça da demência no consultório: novo teste promete resultado em minutos

Desenvolvido no Japão, exame simples pode detectar sinais de um possível déficit cognitivo em tempo recorde.

Cientistas da Universidade Kanazawa, no Japão, estão aperfeiçoando o jeito de investigar o comprometimento da memória e do raciocínio: eles criaram um teste computadorizado feito no consultório médico que dá boas pistas de reveses cognitivos e demência.

À caça da demência no consultório: novo teste promete resultado em minutos

publicado originalmente em Veja saúde