Salmão de cativeiro transferiu genes para peixe selvagem

Por Bruno Garattoni

E isso afetou o desenvolvimento dos salmões do mar, que passaram a crescer mais rápido e fazer migrações mais cedo. Foi o que concluiu um grupo de cientistas noruegueses, que mediram o ritmo de crescimento de 6.926 salmões pescados nos rios do país (isso é feito analisando as escamas do bicho) ao longo de sete anos (1).

Os peixes que haviam recebido genes dos salmões de cativeiro eram os que exibiam as alterações. Não é a primeira vez que os salmões de criação escapam de fazendas marítimas e criam problemas: em julho de 2021, um estudo (2) revelou que eles espalharam o PRV-1, vírus que ataca os rins e o fígado dos peixes, na Noruega, Islândia, Dinamarca, EUA, Chile e Canadá.

Fontes 1. Introgression from farmed escapees affects the full life cycle of wild Atlantic salmon. G Bolstad e outros, 2021.2. Aquaculture mediates global transmission of a viral pathogen to wild salmon. G Mordecai e outros, 2021.

Animais escaparam de fazendas de criação e se reproduziram com peixes do mar, gerando descendentes com alterações genéticas e de comportamento

Salmão de cativeiro transferiu genes para peixe selvagem

publicado originalmente em superinteressante

✨🌻

%d blogueiros gostam disto: