Chernobyl: a cidade fantasma

A maior tragédia nuclear da Ucrânia Soviética ocorreu na Usina V. I. Lenin, localizada na cidade de Pripyat. Como os seres humanos não conseguem viver nessa região, por conta da radiação, o local se tornou um paraíso para a vida selvagem.

É claro que de forma geral,  a radiação causou danos não apenas para o homem, como para a fauna e flora, mas com o passar dos anos, a natureza foi se adaptando e começando a brotar novamente, e com uma vegetação vasta, os animais também começaram a surgir novamente.

Em pesquisa realizada pelo ecologista Serhiy Gashchak, os animais que vivem na Floresta Vermelha, uma região com alta radiação, se adaptaram bem ao local. Já os animais que vivem em zonas próximas, quando colocados na Floresta, não conseguiram se adaptar tão bem quanto os nativos da região. Ou seja, ao decorrer dos anos uma mutação genética ocorreu nestes animais, mas nada que afetasse a vida natural, como o aparecimento de uma segunda cabeça.

Até hoje a questão sobre como está a cidade que foi arrasada por um acidente nuclear é um grande mistério.

Chernobyl: a cidade fantasma

publicado originalmente em psantinati

3 respostas para “Chernobyl: a cidade fantasma”

✨🌻