Viver em bairros com mais verde reduz o risco de doenças cardiovasculares

Já é sabido que morar em áreas mais verdes traz benefícios à saúde e ao bem-estar. A vegetação já foi relacionada a índices mais baixos de hipertensão e, agora, um estudo reforça que a natureza ajuda mesmo a prevenir doenças cardiovasculares. O trabalho foi apresentado durante um congresso promovido pela Sociedade Europeia de Cardiologia no mês passado.

Participaram da análise 243 558 beneficiários do Medicare, seguro de saúde do governo dos Estados Unidos, que viviam na mesma área de Miami entre 2011 e 2016. Os registros foram utilizados para obter, ao longo desse período, a incidência de novos males no coração nessas pessoas, a exemplo de infarto, fibrilação atrial, insuficiência cardíaca, hipertensão e acidente vascular cerebral.

Estudo avaliou a saúde de quase 250 mil moradores de áreas com diferentes graus de arborização

Viver em bairros com mais verde reduz o risco de doenças cardiovasculares

publicado originalmente em Veja saúde

5 respostas para “Viver em bairros com mais verde reduz o risco de doenças cardiovasculares”

  1. Sim. Há muito tempo, li que algumas pessoas acabam tendo um melhor resultado nos seus tratamentos por conta desse contato direto com essas áreas que contém mais verdes. Sem dúvida, é eficaz. Isso sem falar que as árvores de modo geral, também dão um visual bonito a cidade, bairro. Às vezes, não é árvores propriamente dito, mas áreas com bastante verde.

✨🌻