Acordar uma hora mais cedo pode reduzir o risco de depressão em 23%, sugere estudo

Pesquisadores analisaram dados de 840 mil pessoas para entender como as predisposições genéticas e os padrões de sono influenciam na saúde mental.Se você é daquelas pessoas que não têm hora para dormir – ou que, com trabalho e estudos online, a um clique de distância, desencanou de acordar cedo –, talvez seja bom revisar sua rotina de sono. Um novo estudo descobriu que levantar da cama apenas uma hora antes que o habitual pode reduzir o risco de depressão em 23%.

Acordar uma hora mais cedo pode reduzir o risco de depressão em 23%, sugere estudo

publicado originalmente em superinteressante

CPI da Covid: um protozoário é mais parecido com você do que com um vírus

Um belo dia, há 1,45 bilhão de anos, uma bactéria mais gordinha englobou outra, um pouco menor. Nhac. 

(Para ser totalmente justo, o micróbio maior não era uma bactéria, e sim uma arquea. Trata-se de um tipo inteiramente diferente de microorganismo com uma célula só – que ocupa um domínio separado na árvore da vida.) 

Há 1,5 bilhão de anos, dois micróbios deram início a uma parceria inédita: um passou a morar no interior de outro – e a pagar o aluguel respirando para ele. Esse momento pivotal deu origem a nós e aos protozoários também. Vírus? Esses são outra história.

CPI da Covid: um protozoário é mais parecido com você do que com um vírus

publicado originalmente em superinteressante

Macacos da Amazônia adotam “sotaque” para se comunicar com outra espécie

Talvez você já tenha adotado um comportamento diferente para se entender melhor com um grupo de pessoas. Seja usar gírias diferentes quando fala com a família ou amigos, ou até pegar um pouco do sotaque local quando visita outro estado.

Parece que nós não somos os únicos a ceder às “pressões sociais”. Uma pesquisa recente mostra que os macacos podem adaptar seus grunhidos para se comunicarem melhor com uma espécie vizinha.

Os animais da espécie sagui-da-mão-dourada mudam seus chamados quando estão no mesmo território que o sauim-de-coleira.

Macacos da Amazônia adotam “sotaque” para se comunicar com outra espécie

publicado originalmente em superinteressante

Casa de banho romana do século 5 é encontrada sob dunas de areia na Espanha

Recentemente, arqueólogos da Universidade de Cádiz, na Espanha, trabalharam em escavações na costa sudeste do país, na região de Andaluzia – e acharam um “tesouro”. Escondido sob dunas de areia, estava um grande complexo de banho romano do século 5 d.C.

O antigo local encontrado pelos arqueólogos fica próximo ao vilarejo de Caños de Meca. Segundo a equipe, a estrutura está bem preservada. As paredes têm 4 metros de altura, e estima-se que o lugar já teve uma área de 10 mil metros quadrados.

Locais projetados para banhos públicos, relaxamento e atividades sociais eram comuns na Antiga Roma. Os pesquisadores encontraram também artefatos dos séculos 12 e 13.

Casa de banho romana do século 5 é encontrada sob dunas de areia na Espanha

publicado originalmente em superinteressante

Com terapia genética, cientistas restauram parcialmente a visão de homem cego

A partir da terapia optogenética, adicionou-se proteínas sensíveis à luz na retina do voluntário. É a primeira vez que uma recuperação parcial é bem-sucedida.

Recentemente, uma equipe de cientistas conseguiu restaurar parcialmente a visão de um homem cego a partir de estimulação luminosa e da construção de proteínas que captam a luz em um de seus olhos. É a primeira vez em que a técnica, chamada de terapia optogenética, conseguiu alcançar a recuperação parcial funcional da visão.

Com terapia genética, cientistas restauram parcialmente a visão de homem cego

publicado originalmente em superinteressante

Cães podem detectar Covid-19 em menos de um segundo

Cachorros treinados conseguiram identificar se uma pessoa estava infectada, cheirando pedaços de máscaras e roupas usadas por ela, com precisão de 94,3%.

A capacidade olfativa dos cães já é nossa conhecida, e eles já são nossos aliados para encontrar drogas e explosivos. Mas o “melhor amigo do homem” também é capaz de farejar algumas doenças, e, recentemente, pesquisadores descobriram que os cães também podem detectar o coronavírus com bastante precisão. Um estudo inglês fez testes com seis cães treinados e descobriu que eles podiam detectar a Covid-19 em roupas usadas por pessoas infectadas com até 94,3% de precisão – identificando corretamente 94 em 100 pessoas infectadas. O teste PCR, o mais preciso que existe, apresenta sensibilidade de cerca de 97%.

Cães podem detectar Covid-19 em menos de um segundo

publicado originalmente em superinteressante

Galáxia espiral mais antiga já detectada tem 12,4 bilhões de anos

O sistema se formou 1,4 bilhão de anos após o Big Bang. Seu estudo pode ajudar pesquisadores a compreenderem a evolução da Via Láctea e do próprio Sistema Solar.

O Big Bang, expansão cósmica que deu origem ao universo, ocorreu há 13,8 bilhões de anos. As galáxias, claro, foram se formando depois disso. Mas os cientistas não sabem dizer com precisão quando esses sistemas se formaram ou como isso ocorreu. Essas são duas questões clássicas da astronomia. 

Galáxia espiral mais antiga já detectada tem 12,4 bilhões de anos

publicado originalmente em superinteressante

Trabalho excessivo causa 745 mil mortes por ano, indica estudo da OMS

Quem trabalha mais de 55 horas por semana tem 35% mais riscos de sofrer derrame, e 17% mais chances de morrer por doenças cardíacas isquêmicas.

Trabalhar demais é uma das causas de morte de milhares de pessoas por ano, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Um estudo realizado pela organização constatou que quem trabalha mais de 55 horas por semana possui mais riscos de sofrer derrames e doenças cardíacas isquêmicas – causadas pela coagulação e suspensão da circulação local do sangue.

Trabalho excessivo causa 745 mil mortes por ano, indica estudo da OMS

publicado originalmente em superinteressante