Revista Galileu: Napoleão morreu devido ao uso exagerado de perfume, diz estudo

A morte do imperador francês Napoleão Bonaparte é cheia de controvérsias sobre quem ou o quê poderia tê-lo matado. Há quem diga que ele morreu envenenado devido ao arsênico presente em seu próprio papel de parede. Mas um novo estudo aponta que o déspota provavelmente faleceu devido a doses excessivas de óleos essenciais – presentes em seu perfume favorito.

https://revistagalileu.globo.com/Sociedade/Historia/noticia/2021/05/napoleao-morreu-devido-ao-uso-exagerado-de-perfume-diz-estudo.html

Assista a “Almirante “comunista” desmoraliza Bolsonaro e negacionistas! Mágica? Mídia esconde “Tratoraço”! Mãe?” no YouTube

É pessoas…o povo passando fome e aquele ” senhor” aglomerando sem máscara e comendo picanha de R$ 1.800 reais o kilo… quando ouvi até achei que era piada…

Mas no Bozoquistão tudo é possível, vejamos até quando…

Acompanhem o Professor José em mais um revelador vídeo…

imagens da internet

Assista a “Conversa sobre HELENA BLAVATSKY -Entrevista com LUIS CARLOS MARQUES, diretor de Nova Acrópole Brasil” no YouTube

Assisti ontem e está fantástico 🙂✨

Uma conversa gostosa e cheia de conteúdo,quem não quer?!

Professora Lúcia Helena Galvão,Luis Carlos Marques e boa companhia…na Nova Acrópole 💖

imagens do Pinterest

Ração para gatos promete eliminar alergia em humanos

Produto contém anticorpos que neutralizam uma molécula da saliva do animal.

Uma em cada cinco pessoas tem alergia a gatos, que é causada por uma proteína chamada Fel d1: ela está presente na saliva do gato e se distribui na pelagem do animal quando ele se lambe (a molécula também pode se soltar do pelo e ficar em suspensão no ar, ou aderir a móveis e tecidos). A nova ração, que foi desenvolvida pela multinacional Purina, contém anticorpos que atacam a Fel d1, eliminando parcialmente esse alérgeno (segundo o fabricante, a redução média é de 47%, o suficiente para evitar reações alérgicas em humanos).

Ração para gatos promete eliminar alergia em humanos

publicado originalmente em superinteressante