Assista a “Elis Regina – “Alô, Alô, Marciano” (clipe 1980)” no YouTube

Alô, alô Marciano 👽🛸

Alô alô Marciano
Aqui quem fala é da Terra
Pra variar, estamos em guerra
Você não imagina a loucura
O ser humano tá na maior fissura porque
Tá cada vez mais down in the high society

Down, down, down
In the high society
Down, down, down
In the high society
Down, down, down
In the high society
Down, down, down

Alô alô marciano
A crise tá virando zona
Cada um por si todo mundo na lona
E lá se foi a mordomia
Tem muito rei aí pedindo alforria porque
Tá cada vez mais down in the high society

Down, down, down
In the high society
Down, down, down
In the high society
Down, down, down
In the high society
Down, down, down

Alô alô marciano
A coisa tá ficando ruça
Muita patrulha, muita bagunça
O muro começou a pichar
Tem sempre um aiatolá pra atola Alá
Tá cada vez mais down in the high society

Down, down, down
In The high society
Down, down, down
In the high society
Down, down, down
In the high society
Down, down down

Alô alô marciano
Aqui quem fala é da Terra
Pra variar estamos em guerra
Você não imagina a loucura
O ser humano tá na maior fissura porque

Tá cada vez mais down in the high society
Down, down, down
The high society
Down, down, down
The high society

Ui, gente fina é outra coisa, entende?
Down, down, down
High society
Down, down, down, down, down
High society

Hoje não se fazem mais countries como antigamente, não é?
High society, high society, high society, high society

Down, down, down
High society
Down, down, down, down down
High society

Ai que chique é o jazz, meu Deus
Down, down, down
High society
Down, down, down
Ah, Deus

👽🛸Fonte: Musixmatch

Compositores: Rita Carvalho / Roberto Zenobio Affonso De Carvalho

Letra de Alô, alô marciano © Warner/chappell Edicoes Musicais Ltda

imagens do Pinterest

Assista a “Elis Regina – O Bêbado e a Equilibrista (HQ)” no YouTube

🌹O Bêbado e a Equilibrista…

Caía a tarde feito um viaduto
E um bêbado trajando luto me lembrou Carlitos
A lua, tal qual a dona de um bordel
Pedia a cada estrela fria um brilho de aluguel

E nuvens lá no mata-borrão do céu
Chupavam manchas torturadas
Que sufoco
Louco
O bêbado com chapéu-coco
Fazia irreverências mil
Pra noite do Brasil
Meu Brasil

Que sonha com a volta do irmão do Henfil
Com tanta gente que partiu
Num rabo de foguete
Chora
A nossa Pátria mãe gentil
Choram Marias e Clarisses
No solo do Brasil

Mas sei que uma dor assim pungente
Não há de ser inutilmente
A esperança
Dança na corda bamba de sombrinha
E em cada passo dessa linha
Pode se machucar

Azar
A esperança equilibrista
Sabe que o show de todo artista
Tem que continuar

🌹Fonte: LyricFind

Compositores: Joao Bosco De Freitas Mucci / Aldir Blanc Mendes

Letra de O bêbado e a equilibrista © Universal Music Publishing Group

imagens do Pinterest

Assista a “Elis Regina – “Aprendendo a jogar” (Fantástico 1980)” no YouTube

🇧🇷 Aprendendo a jogar

Dig dig dig dig dig da cá ah ah
Dig dig dig dig dig da cá ah ah
Dig dig dig dig dig da cá ah ah
Dig dig dig dig dig da cá ah ah
Dig dig dig dig dig da cá ah ah
Dig dig dig dig dig da cá ah ah

Vivendo e aprendendo a jogar
Vivendo e aprendendo a jogar
Nem sempre ganhando
Nem sempre perdendo
Mas, aprendendo a jogar

Vivendo e aprendendo a jogar
Vivendo e aprendendo a jogar
Nem sempre ganhando
Nem sempre perdendo
Mas, aprendendo a jogar

Água mole em pedra dura
Mas vale que dois voando
Se eu nascesse assim pra Lua
Não estaria trabalhando

Vivendo e aprendendo a jogar
Vivendo e aprendendo a jogar
Nem sempre ganhando
Nem sempre perdendo
Mas, aprendendo a jogar

Vivendo e aprendendo a jogar
Vivendo e aprendendo a jogar
Nem sempre ganhando
Nem sempre perdendo
Mas, aprendendo a jogar

Mas em casa de ferreiro
Quem com ferro se fere é bobo
Cria a fama, deita na cama
Quero ver o berreiro na hora do lobo

Vivendo e aprendendo a jogar
Vivendo e aprendendo a jogar
Nem sempre ganhando
Nem sempre perdendo
Mas, aprendendo a jogar

Vivendo e aprendendo a jogar
Vivendo e aprendendo a jogar
Nem sempre ganhando
Nem sempre perdendo
Mas, aprendendo a jogar

Quem tem amigo cachorro
Quer sarna para se coçar
Boca fechada não entra besouro
Macaco que muito pular quer dançar

Dig dig dig dig dig da cá ah ah
Dig dig dig dig dig da cá ah ah
Dig dig dig dig dig da cá ah ah
Dig dig dig dig dig da cá ah ah
Dig dig dig dig dig da cá ah ah
Dig dig dig dig dig da cá ah ah
Dig dig dig dig dig da cá ah ah
Dig dig dig dig dig da cá ah ah
Dig dig dig dig dig da cá ah ah
Dig dig dig dig dig da cá ah ah
Dig dig dig dig dig da cá ah ah
Dig dig dig dig dig da cá ah ah
Dig dig dig dig dig da cá ah ah
Dig dig dig dig dig da cá ah ah
Dig dig dig dig dig da cá ah ah
Dig dig dig dig dig da cá ah ah
Dig dig dig dig dig da cá ah ah

🇧🇷Fonte: MusixmatchCompositores: Guilherme Arantes

Letra de Aprendendo a jogar © Warner/chappell Edicoes Musicais Ltda

imagens da internet

Assista a “Elis Regina – “Me Deixas Louca”” no YouTube

🌹Me deixas louca…

Quando caminho pela rua
Lado a lado com você
Me deixas louca

E quando escuto o som alegre do teu riso
Que me dá tanta alegria
Me deixas louca

Me deixas louca quando vejo mais um dia
Pouco a pouco entardecer
E chega a hora de ir pro quarto
E escutar as coisas lindas que começas a dizer

Me deixas louca
Quando me pedes por favor
Que nossa lâmpada se apague
Me deixas louca

Quando transmites o calor
De tuas mãos
Pro meu corpo que te espera
Me deixas louca

E quando sinto que teus braços se cruzaram em minhas costas
Desaparecem as palavras, outros sons enchem o espaço
Você me abraça, a noite passa
Me deixas louca

Ah ah ah
Ah ah ah
Ah ah ah
Me deixas louca

Sinto os teus braços se cruzando em minhas costas
Desaparecem as palavras, outros sons enchem o espaço
Você me abraça, a noite passa
E me deixas louca

💗 Louca

✨Fonte: MusixmatchCompositores: Armando Manzanero Canche

✨Tradução: Paulo Coelho

Letra de Me deixas louca (Me vuelves loco) © Manzamusic S.a.

❤️Sim, é pra você , amor 💕

Assista a “Elis Regina – Maria Maria” no YouTube

✨✨✨🌹Homenagem às mulheres?!

Temos!!!💖❤️

Maria,Maria 💗


Maria, Maria, é um dom, uma certa magia
Uma força que nos alerta
Uma mulher que merece viver e amar
Como outra qualquer do planeta

Maria, Maria, é o som, é a cor, é o suor
É a dose mais forte e lenta
De uma gente que ri quando deve chorar
E não vive, apenas aguenta

Mas é preciso ter força, é preciso ter raça
É preciso ter gana sempre
Quem traz no corpo a marca, Maria, Maria
Mistura a dor e a alegria

Mas é preciso ter manha, é preciso ter graça
É preciso ter sonho sempre
Quem traz na pele essa marca possui
A estranha mania de ter fé na vida

Mas é preciso ter força, é preciso ter raça
É preciso ter gana sempre
Quem traz no corpo a marca, Maria, Maria
Mistura a dor e a alegria

Mas é preciso ter manha, é preciso ter graça
É preciso ter sonho sempre
Quem traz na pele essa marca possui
A estranha mania de ter fé na vida

Fonte: Musixmatch

✨✨✨Compositores: Milton Silva Campos Do Nascimento / Fernando Brant

Assista a “Elis Regina – Romaria” no YouTube

Romaria 🌻✨

É de sonho e de pó, o destino de um só
Feito eu perdido em pensamentos
Sobre o meu cavalo
É de laço e de nó, de gibeira o jiló
Dessa vida, comprida, a só

Sou caipira pira pora, Nossa Senhora de Aparecida
Ilumina a mina escura e funda, o trem da minha vida
Sou caipira pira pora, Nossa Senhora de Aparecida
Ilumina a mina escura e funda, o trem da minha vida

O meu pai foi peão, minha mãe solidão
Meus irmãos perderam-se na vida a custa de aventuras
Descasei e joguei, investi, desisti
Se há sorte, eu não sei, nunca vi

Sou caipira pira pora, Nossa Senhora de Aparecida
Ilumina a mina escura e funda, o trem da minha vida
Sou caipira pira pora, Nossa Senhora de Aparecida
Ilumina a mina escura e funda, o trem da minha vida

Me disseram porém que eu viesse aqui
Pra pedir de romaria e prece, paz nos desaventos
Como eu não sei rezar só queria mostrar
Meu olhar, meu olhar, meu olhar

Sou caipira pira pora Nossa Senhora de Aparecida
Ilumina a mina escura e funda, o trem da minha vida
Sou caipira pira pora Nossa Senhora de Aparecida
Ilumina a mina escura e funda, o trem da minha vida
Sou caipira pira pora Nossa Senhora de Aparecida
Ilumina a mina escura e funda, o trem da minha vida

✨🌹

Fonte: Musixmatch

Compositores: Renato Teixeira

Letra de Romaria © Warner/chappell Edicoes Musicais Ltda

*imagem da Santa : G1

fotos divulgação

Assista a “Elis Regina & Tom Jobim – “Aguas de Março” – 1974″ no YouTube

Estava doida para postar Elis e Tom…esta que é uma das mais lindas e conhecidas canções brasileiras na interpretação daquela que foi, não…que é ,uma das maiores artistas que esse país já conheceu.

Elis Regina e Tom Jobim fazem parte do que temos de melhor e que “apesar dos pesares,nos orgulha de sermos brasileiros” parafraseando Gonzaguinha…

Linda Elis…❤️ Pimentinha do coração ❤️

Paz e Luz ✨✨✨

ÁGUAS DE MARÇO

É o pau, é a pedra, é o fim do caminho
É um resto de toco, é um pouco sozinho
É um caco de vidro, é a vida, é o sol
É a noite, é a morte, é um laço, é o anzol
É peroba no campo, é o nó da madeira
Caingá candeia, é o matita-pereira

É madeira de vento, tombo da ribanceira
É o mistério profundo, é o queira ou não queira
É o vento vetando, é o fim da ladeira
É a viga, é o vão, festa da ciumeira
É a chuva chovendo, é conversa ribeira
Das águas de março, é o fim da canseira
É o pé, é o chão, é a marcha estradeira
Passarinho na mão, pedra de a tiradeira

É uma ave no céu, é uma ave no chão
É um regato, é uma fonte, é um pedaço de pão
É o fundo do poço, é o fim do caminho
No rosto um desgosto, é um pouco sozinho

É um estepe, é um prego, é uma conta, é um conto
É um pingo pingando, é uma conta, é um ponto
É um peixe, é um gesto, é uma prata brilhando
É a luz da manha, é o tijolo chegando
É a lenha, é o dia, é o fim da picada
É a garrafa de cana, o estilhaço na estrada
É o projeto da casa, é o corpo na cama
É o carro enguiçado, é a lama, é a lama

É um passo, é uma ponte, é um sapo, é uma rã
É um resto de mato na luz da manhã
São as águas de março fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração

É uma cobra, é um pau, é João, é José
É um espinho na mão, é um corte no pé
São as águas de março fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração
É pau, é pedra, é o fim do caminho
É um resto de toco, é um pouco sozinho
É um passo, é uma ponte, é um sapo, é uma rã
É um belo horizonte, é uma febre terça
São as águas de março fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração

Pau
Edra
Im, inho
Esto, oco
Oco, inho
Aco, idro
Ida, ol
Oite, orte
Aço, zol
São as águas de março fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração

Fonte: LyricFind

Compositores: Antonio Carlos Jobim

Letra de Águas De Março © Tratore, Corcovado Music Corporation