Assista a “Vai aí uma dica valiosa: chá de carqueja” no YouTube

Que tal um chá? E se for de carqueja?

Sempre vai bem a qualquer hora.

Doutora Ângela aqui!

imagens do WordPress

Vamos valorizar a polpa do coco verde

Todo ano, cerca de 2 milhões de toneladas de coco são destinadas à extração da água. “Isso significa que 60 mil toneladas de polpa acabam descartadas”, calcula a engenheira de alimentos Renata Torrezan, pesquisadora da Embrapa Agroindústria de Alimentos.

Atentos ao desperdício, ela e colegas decidiram mostrar que é possível tirar proveito do interior do alimento. Assim, usaram a polpa do coco verde para elaborar doces e bebidas. “Agregando valor a essa parte, quem fabrica a água pode sair ganhando, assim como empresas interessadas na diversificação de seus produtos”, analisa Renata.

Em testes sensoriais, um ótimo indicativo: os voluntários não só gostaram das invenções com a polpa como se mostraram interessados em comprá-las.

Atributos internos

Algumas vantagens da polpa da fruta…

  • Mais leve: Ao contrário do coco maduro, o verde não se desenvolveu totalmente. Assim, é menos calórico.
  • Sabor suave: Por causa do gosto, Renata conta que a polpa casa bem com várias frutas, sobretudo as ácidas.
  • Rico em minerais: O alimento traz elementos como potássio, magnésio, cálcio, fósforo, manganês e zinco.
  • Poder de saciar: A polpa tem um pouco de fibras e gorduras como o ácido láurico. A dupla dá saciedade.

Enaltecido por causa da água, o fruto tem muito mais a oferecer

Vamos valorizar a polpa do coco verde

publicado originalmente em Veja saúde

Óleo de copaíba… como usar?

 O Óleo de Copaíba ou Bálsamo de copaíba é um produto resinoso que apresenta diferentes aplicações e benefícios para o organismo, incluindo para o sistema digestivo, intestinal, urinário, imunológico e respiratório. 

Este óleo pode ser extraído a partir da espécie Copaifera officinalis, uma árvore também conhecida por Copaíba ou Copaibeira que cresce América do Sul e que pode ser inclusive encontrada no Brasil na região do Amazonas. No Brasil existem no total 5 espécies diferentes de Copaíba, sendo esta uma árvore rica em óleos essenciais, com potente ação germicida e cicatrizante. 

Óleo de Copaíba serve para tratar problemas no organismo relacionados com as vias urinárias e respiratórias, assim como serve para desinfectar e cicatrizar feridas ou problemas de pele. 

Este óleo depois de extraído pode ser usado puro, na forma de cápsulas, em diversas pomadas e cremes anti-inflamatórios e cicatrizantes, assim como em loções, shampoo anti-caspa e para tratamento de problemas no couro cabeludo, produtos para cuidado oral, produtos para o acne, sabonetes, espumas de banho e produtos para higiene íntima. Além disso, este óleo também serve para fixar perfumes e fragrâncias na industria. 

Quando ingerido na forma de cápsulas, é recomendada a ingestão de 2 cápsulas por dia, sendo recomendada uma dose de 250 mg por dia. Para aplicar na pele, é recomendada a aplicação de algumas gotas de óleo sobre a região a ser tratada, massageando em seguida para a completa absorção do produto. 

Benefícios do Óleo de Copaíba

O Óleo de Copaíba apresenta diferentes aplicações e benefícios, que incluem: 

  • Cicatrização e desinfecção de feridas; 
  • Antisséptico e expectorante para as vias respiratórias, ajudando no tratamento de problemas como pulmonares como tosse e bronquite; 
  • Ajuda no tratamento da disenteria;
  • Atua nas vias urinárias no tratamento da incontinência urinária e cistite, assim como possui ação antisséptica e diurética; 
  • Ajuda no tratamento de problemas de pele como psoríase, dermatoses, eczemas ou urticária. 

Além disso, este óleo também ajuda no tratamento de problemas no couro cabeludo, aliviando os sintomas de coceira e irritação. 

Propriedades do óleo de copaíba

O Óleo de Copaíba possui uma forte ação cicatrizante, antisséptica e bactericida, assim como apresenta propriedades que diluem e favorecem a expulsão da expectoração, diuréticas, laxativas, estimulantes e emolientes que suavizam e amaciam a pele. 

Mais informações na fonte: tuasaude.com

%d blogueiros gostam disto: