Assista a “O DIA MAIS EMOCIONANTE DA CPI: UM RESUMO” no YouTube

A tristeza profunda em que o Brasil está mergulhado parece não ter fim…

Como não chorar vendo tantas pessoas sem alento, sem apoio, sem esperança ?

No aguardo de um desfecho justo!

Meteoro Brasil aqui !

imagens da internet

Assista a “Num ato de psicopatia, Bolsonaro publica DECRETO DO VENENO AGROTÓXICO” no YouTube

Pelo jeito vamos morrer além de desgosto,fome e covid, também envenenados …os ruralistas estão em êxtase.

Bolsonaro escancara os agrotóxicos…me pergunto como as “famílias e as pessoas de bem” podem concordar com essa barbárie. É o raciocínio bolsonarista… desisti de compreender.

Bob Fernandes por aqui!

FORAAAAA BOLSONARO 🤡

imagens da internet

Falta de saneamento básico causa 273 mil internações em um ano no Brasil

Em uma época de avanços notáveis na ciência, centenas de milhares de brasileiros ainda adoecem todos os anos por falta de acesso ao saneamento básico. Um novo levantamento do Instituto Trata Brasil aponta que, em 2019, foram 273 mil internações e 2 734 mortes provocadas por doenças de veiculação hídrica.

A categoria abrange as mazelas transmitidas por meio da água contaminada. É uma lista longa: diarreiasdengue, malária, hepatites, cólera, esquistossomose… Quase 35 milhões de pessoas vivem em locais sem acesso à água própria para consumo e 100 milhões sem coleta de esgoto. Portanto, estão em maior risco de ter uma dessas infecções.

Há anos, a incidência dessas doenças, que são um problema de saúde pública antigo, vinha diminuindo. O estudo, que usou dados do Ministério da Saúde e do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS) indica uma reversão de tendência. Houve incremento de 30 mil internações entre 2018 e 2019.

Levantamento do Instituto Trata Brasil aponta ainda que, em 2019, mais de 2,3 mil pessoas morreram por não terem acesso à água tratada

Falta de saneamento básico causa 273 mil internações em um ano no Brasil

Assista a “Atos contra Bolsonaro pelo país criticam inflação e gestão da pandemia” no YouTube

A luta continua,o Brasil voltou à sombra da fome,da miséria e do medo.

Ir às ruas é além de um ato político, uma necessidade de desabafo!

Queremos nosso país feliz e crescendo … só isso.

FORA BOLSONARO 🤡

imagens da internet

Incidência de raios no Brasil deve chegar a 100 milhões por ano no fim do século

O Brasil é o país do samba, do futebol e também dos raios. Anualmente, 77,8 milhões de descargas elétricas atingem o território – a maior incidência entre todos os países do mundo. E o número pode estar prestes a aumentar: pesquisadores do Grupo de Eletricidade Atmosférica (Elat/Inpe) mostraram que, entre os anos de 2081 e 2100, o valor deve alcançar a casa dos 100 milhões por ano.

A informação foi divulgada no livro “Brasil: Campeão Mundial de Raios”, escrito por Osmar Pinto Jr. e Iara Cardoso, pesquisadores e fundadores do Grupo de Eletricidade Atmosférica. Para chegar à conclusão, a dupla considerou as condições meteorológicas previstas pelos Modelos Climáticos Globais (MCG), levando em conta que, até o final do século, o Brasil pode enfrentar um aumento de temperatura de até 4 ºC. Esse acréscimo já é previsto no cenário considerado ruim divulgado pelo Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC). Esse cenário deve ocorrer caso as emissões de gases do efeito estufa continuem, sem considerar o Acordo de Paris

O aumento da incidência de raios no país está associado às mudanças climáticas e aumento de temperatura – e pode trazer consequências graves para a tecnologia.

Incidência de raios no Brasil deve chegar a 100 milhões por ano no fim do século

publicado originalmente em superinteressante