Ânimo…

Sinto minh’alma pesada

Meu ânimo abalado

Minha essência carente…

Mais um dia,

E para tantos só mais um

Mas para quem sofre?!

Quem é sensível?!

Me sinto parte de tudo

Impotente diante do caos

Indignada neste absurdo

Nesse precipício sem fundo

Vou estender as mãos

Tentar alcançar a borda

Meu espírito pensante,

Acredita na Luz

Meu ego machucado

Quer justiça a qualquer preço…

Quer a vida de volta

Novamente procuro nas palavras

Motivos para acreditar

Que amanhã será melhor

Que o ser humano vale a pena

A beira do poço está perto

Quase posso tocar

Prossigo ✨✨

imagens do wordPress

Assista a “Zélia Duncan – Alma” no YouTube

ALMA✨

Alma, deixa eu ver sua alma


A epiderme da alma, superfície


Alma, deixa eu tocar sua alma

Com a superfície da palma da minha mão, superfície

Easy, fique bem easy

Fique sem nem razão

Da superfície livre

Fique sim, livre

Fique bem com razão ou não, aterrize

Alma, isso do medo se acalma

Isso de sede se aplaca

Todo pesar não existe

Alma, como um reflexo na água

Sobre a última camada

Que fica na superfície, crise

Já acabou, livre

Já passou o meu temor do seu medo

Sem motivo, riso, de manhã, riso de neném

A água já molhou a superfície

Alma, daqui do lado de fora

Nenhuma forma de trauma sobrevive

Abra a sua válvula agora

A sua cápsula, alma

Flutua na superfície lisa, que me alisa

Seu suor, o sal que sai do sol, da superfície

Simples, devagar, simples, bem de leve

A alma já pousou na superfície

Alma, daqui do lado de fora

Nenhuma forma de trauma sobrevive

Abra a sua válvula agora

A sua cápsula, alma

Flutua na superfície lisa, que me alisa

Seu suor, o sal que sai do sol, da superfície

Simples, devagar, simples, bem de leve

A alma já pousou na superfície

Alma, deixa eu ver sua alma

A epiderme da alma, superfície

Alma, deixa eu tocar sua alma

Com a superfície da palma da minha mão, superfície

Alma, deixa eu ver

Deixa eu tocar (alma, alma, alma)


(Deixa eu ver)


(Deixa eu tocar)


(Alma, alma, alma)


Superfície (alma, alma)


Deixa eu ver sua alma (alma, alma)


Alma (alma, alma, alma)

Fonte: Musixmatch

Compositores: Arnaldo Augusto Nora Antunes Filho / Pedro Anibal De Oliveira Gomes

Letra de Alma © Warner/chappell Edicoes Musicais Ltda, Rosa Celeste

Assista a “O SAL DA TERRA-BETO GUEDES-VIDEO ORIGINAL-ANO 1981 [ HD ]” no YouTube

O SAL DA TERRA🌍🌎🌏

Anda, quero te dizer nenhum segredo
Falo desse chão da nossa casa
Vem que tá na hora de arrumar

Tempo, quero viver mais duzentos anos
Quero não ferir meu semelhante
Nem por isso quero me ferir

Vamos precisar de todo mundo
Pra banir do mundo a opressão
Para construir a vida nova
Vamos precisar de muito amor
A felicidade mora ao lado
E quem não é tolo pode ver

A paz na terra amor
O sal na terra
A paz na terra amor
O sal daTerra, és o mais bonito dos planetas
Tão te maltratando por dinheiro
Tu que és a nave nossa irmã

Canta, leva tua vida em harmonia
E nos alimenta com seus frutos
Tu que és do homem, a maçã

Vamos precisar de todo mundo
Um mais um é sempre mais que dois
Para melhor construir a vida nova
É só repartir melhor o pão
Recriar o paraíso agora
Para merecer quem vem depois

Deixa fluir o amor
Deixa crescer o amor
Deixa fluir o amor
O sal da terra

Pena que pena, que coisa bonita
Diga qual a palavra que nunca foi dita?


Fonte: LyricFind

Compositores: Alberto De Castro Guedes / Ronaldo Bastos Ribeiro

Letra de O Sal da Terra © Sony/ATV Music Publishing LLC

Amor meu ✨❤️

Amor próprio

O melhor de todos

Não tem erro

Move montanhas

Trás afago,sossega a alma

Amor ao outro…

É lindo, romântico

É entrega, perdição

Que não seja literal

Que o melhor é se achar

Perdida já estava

Vontade do coração

É pura,branda, infalível

Amor próprio é isso

Fazer por si

Não, não é egoísmo

Antes, é sincero

Te lava por dentro

Te faz amar com mais verdade

Sem máscara,sem tática

Sem desse,ou desce

Na sintonia plena

Que quem amamos merece✨✨💓

Toquinho Aquarela “clipe Oficial”original

Um Bom dia✨🌻

Como não ter um bom dia com uma inspiração dessas?

Uma música suave,para nossas almas suavizarem….

Paz e Luz ✨✨✨

Toquinho

AQUARELA🌅🛸🌈

Numa folha qualquer eu desenho um sol amarelo

E com cinco ou seis retas é fácil fazer um castelo

Corro o lápis em torno da mão e me dou uma luva

E se faço chover, com dois riscos tenho um guarda-chuva

Se um pinguinho de tinta cai num pedacinho azul do papel

Num instante imagino uma linda gaivota a voar no céu

Vai voando, contornando a imensa curva norte e sul

Vou com ela, viajando, Havaí, Pequim ou Istambul

Pinto um barco a vela branco, navegando, é tanto céu e mar num beijo azul

Entre as nuvens vem surgindo um lindo avião rosa e grená

Tudo em volta colorindo, com suas luzes a piscar

Basta imaginar e ele está partindo, sereno, indo

E se a gente quiser ele vai pousar

Numa folha qualquer eu desenho um navio de partida

Com alguns bons amigos bebendo de bem com a vida

De uma América a outra consigo passar num segundo

Giro um simples compasso e num círculo eu faço o mundo

Um menino caminha e caminhando chega no muro

E ali logo em frente, a esperar pela gente, o futuro está

E o futuro é uma astronave que tentamos pilotar

Não tem tempo nem piedade, nem tem hora de chegar

Sem pedir licença muda nossa vida, depois convida a rir ou chorar

Nessa estrada não nos cabe conhecer ou ver o que virá

O fim dela ninguém sabe bem ao certo onde vai dar

Vamos todos numa linda passarela

De uma aquarela que um dia, enfim, descolorirá

Numa folha qualquer eu desenho um sol amarelo (que descolorirá)


E com cinco ou seis retas é fácil fazer um castelo (que descolorirá)


Giro um simples compasso e num círculo eu faço o mundo (que descolorirá)

Que descolorirá

Que descolorirá

🌅🛸🌈🌻

Fonte: LyricFind

Compositores: Antonio Pecci Filho Toquinho / Vinicius De Moraes

Letra de Aquarela © Universal Music Publishing Group

NÃO SEI QUANTAS ALMAS TENHO



Não sei quantas almas tenho.
Cada momento mudei.
Continuamente me estranho.
Nunca me vi nem achei.
De tanto ser, só tenho alma.
Quem tem alma não tem calma.
Quem vê é só o que vê,
Quem sente não é quem é,

Atento ao que sou e vejo,
Torno-me eles e não eu.
Cada meu sonho ou desejo
É do que nasce e não meu.
Sou minha própria paisagem;
Assisto à minha passagem,
Diverso, móbil e só,
Não sei sentir-me onde estou.

Por isso, alheio, vou lendo
Como páginas, meu ser.
O que segue não prevendo,
O que passou a esquecer.
Noto à margem do que li
O que julguei que senti.
Releio e digo: “Fui eu ?”
Deus sabe, porque o escreveu.

Fernando Pessoa

Magia no ar💟

Sentes a mágica no mundo?

Na gota de orvalho,de suor,de chuva

No azul do mar,do céu,do sabão em pó

Na gargalhada do bebê,no estrondo do raio

No nascer da paixão…

No olhar de quem se vai

No frio do inverno,na areia escaldante

No botão de rosa,no favo de mel

Na mesa posta,na folha que cai

Inspire agora

Olhe em volta

Tudo é magia

Da pluma ao vento à pedra no sapato

Da nuvem de algodão à noite estrelada

Não se furte a mágica do mundo

Ela está no cãozinho,na sabiá

Na pitanga doce,na flor de lírio

No vento na rede,no sol no cristal

Ai ai…magia no mundo não falta

Nem faltará

Falta tirar da cartola da imaginação

Esse olhar de mago…

E soltar do coração

Toda a alegria que temos pra dar…

Paz e Luz ✨✨✨