Maior superlua do ano acontecerá nesta quarta; entenda o que ela significa

Na quarta-feira (13) às 17h30 (horário de Brasília), a Lua chegará ao seu ponto mais próximo da Terra do ano. O fenômeno, conhecido como “Superlua”, ocorre quando dois acontecimentos coincidem: a Lua está no seu ponto mais próximo de sua órbita ao redor da Terra, e também está em sua fase cheia. Isso faz com que o satélite pareça um pouco mais brilhante e mais próximo do que o normal, embora a diferença seja difícil de perceber.

A superlua de julho é a terceira das quatro que acontecerão em 2022 – e é a que chegará mais perto da Terra. A primeira, em maio, coincidiu com um eclipse lunar total, e a quarta acontecerá em agosto.

O fenômeno deste mês foi apelidado superlua dos Cervos. Povos nativos norte-americanos nomearam a Lua cheia de julho dessa forma porque ela ocorre durante o verão do hemisfério Norte, época em que a galhada dos cervos se regenera.

órbita da lua ao redor da Terra não é um círculo perfeito, mas sim uma elipse – ou seja, uma forma oval. A distância média entre a Lua e a Terra é de 382.900 km, mas existem pontos mais distantes (apogeu) e mais próximos (perigeu) da trajetória. A superlua só ocorre quando o perigeu coincide com o período de Lua cheia – e é por isso que o fenômeno não acontece todo mês.

A Lua cheia estará perto do perigeu – o ponto mais próximo de sua órbita ao redor da Terra. Mas a diferença de tamanho é pouco perceptível a olho nu.

Maior superlua do ano acontecerá nesta quarta; entenda o que ela significa

publicado em superinteressante

Humanos podem não ser os únicos mamíferos que cuidam de plantações

Talvez os seres humanos não sejam os únicos mamíferos que cuidam da terra para cultivar alimentos. Cientistas da Universidade da Flórida (EUA) descobriram que os roedores da espécie Geomys pinetis também praticam um tipo de agricultura. Análises em um campo de tocas feitas pelos animais sugerem que eles colhem as raízes de pinheiros que crescem em suas casas – e também as cultivam.

A equipe planejava observar se o crescimento das raízes invadia os túneis em que os roedores vivem, além de estudar como os roedores cultivam a fonte de alimento nos túneis já feitos e nas novas tocas.

Cientistas encontraram exemplos de roedores “cultivando” raízes. E, para alguns pesquisadores, isso os torna os primeiros mamíferos além dos humanos a praticarem agricultura.

Humanos podem não ser os únicos mamíferos que cuidam de plantações

publicado em superinteressante

Novos ventos…por Mágica Mistura

Novos tempos pedem esperança

Temos de ressuscitar ,erguer -nos quase que do nada…

Mas,vamos em frente como diriam os poetas

Desanimar não é opção…

Não com tamanha responsabilidade sobre os ombros

Na certeza de que tudo é para o bem

Levamos conosco essa chama,essa Luz

Fé,Amor, Assim é ❣️

imagens do WordPress

%d blogueiros gostam disto: