Criança e adolescente também podem ter dor de cabeça

Criança e adolescente também podem ter dor de cabeça

Por Fabiana Schiavon

Se o seu filho está se queixando de dor de cabeça, não se assuste: a cefaleia nas crianças e adolescentes é comum e geralmente não costuma ser grave. Os dois principais tipos são a enxaqueca – que pode atingir cerca de 9% das crianças pequenas e 23% dos adolescentes – e a cefaleia tensional, muito frequente nos jovens, especialmente no início adolescência. A enxaqueca normalmente é caracterizada por uma dor latejante, mais pulsátil, geralmente dos dois lados da cabeça, associada a náusea e vômito, além da aversão à luz e ao barulho. Pode ou não vir acompanhada de dor abdominal e de alterações visuais, conhecido como aura. A dor de cabeça tensional, no entanto, ocorre quando há um tensionamento da musculatura, é um pouco mais leve e pode ocorrer dos dois lados da cabeça, sem sintomas de náusea e vômito. As dores são divididas em dois grupos: a primária, que não tem uma causa específica, e a secundária, que tem um fator desencadeador que pode ser uma infecção aguda, uma lesão cerebral, uma hidrocefalia, um problema vascular ou até mesmo um tumor. Mas, segundo a neuropediatra Rejane Macedo, do Hospital Israelita Albert Einstein, os tumores cerebrais como causa de dores de cabeça nas crianças e adolescentes são incomuns. + LEIA TAMBÉM: A ciência da somatização Segundo a neuropediatra, existem alguns gatilhos e fatores ambientais que costumam estar associados ao surgimento da cefaleia nas crianças e adolescentes, por isso é importante avaliar detalhadamente a história do paciente. Se ele tem um histórico de dor e piorou ou se é uma dor que acabou de começar. Além disso, o padrão da dor, a frequência que a criança se queixa e se existe uma predisposição por causa de histórico familiar. Os principais gatilhos são alterações ambientais, fatores emocionais, qualidade do sono ruim, alterações hormonais (comum em adolescentes na fase da puberdade) e a alimentação (com abuso de corantes artificiais, embutidos, alguns tipos de queijo, cafeína, entre outros). “É muito comum que os pais cheguem no consultório do neurologista desesperados, sempre achando que a dor de cabeça do filho é algo mais grave porque já passaram pelo oftalmologista e pelo otorrinolaringologista e não descobriram nada. Mas, na maioria das vezes, o problema é primário [sem causa específica] e conseguimos resolver com pequenas mudanças de hábitos. A gente desmitifica essa questão. Criança pode, sim, ter dor de cabeça, assim como os adultos”, explica. Os sinais de alerta para que os pais busquem ajuda médica são: • Observar se a dor é aguda; • Verificar se é uma dor que vem piorando com o tempo; • Avaliar se houve uma mudança de padrão no tipo da dor e a frequência das queixas. Segundo Rejane, se a criança tem pelo menos dois episódios de dor por mês é preciso investigar. Em geral, quando a causa está associada a problemas de sono, estresse ou problemas alimentares, pode ser controlado apenas com mudanças de hábitos, sem o uso de medicamentos.

Os principais gatilhos são alterações ambientais, fatores emocionais, qualidade do sono ruim, alterações hormonais e alimentação

Criança e adolescente também podem ter dor de cabeça

publicado em Veja saúde

Assista a “Jessé: Voa liberdade 1981 / Inédito” no YouTube

✨✨Voa Liberdade…

Voa, voa minha liberdade
Entra se eu servir como morada
Deixa eu voar na sua altura
Agarrado na cintura
Da eterna namorada

Voa, feito um sonho desvairado
Desses que a gente sonha acordado
Voa, coração esvoaçante
Feito um pássaro gigante
Contra os ventos do pecado

Voa, nas manhãs ensolaradas
Entra, faz verdade essa ilusão
Voa, no estalo do meu grito
Quero ver teu infinito
Nesse azul sem dimensão

Voa, no estalo do meu grito
Quero ver teu infinito
Nesse azul sem dimensão
Voa, voa minha liberdade

Ahhh, voa, coração esvoaçante
Feito um pássaro gigante
Contra os ventos do pecado
Voa, nas manhãs ensolaradas
Entra, faz verdade essa ilusão

Voa, no estalo do meu grito
Quero ver teu infinito
Nesse azul sem dimensão

Voa, no estalo do meu grito
Quero ver teu infinito
Nesse azul sem dimensão
Voa…

✨🧚‍♂️Fonte: Musixmatch

Compositores: Mario Lucio Rocha E Silva / Mario Lucio Mario Lucio / Eunice Barbosa Eunice Barbosa

Letra de Voa liberdade © Universal Mus. Publishing Mgb Brasil Ltd

imagens do WordPress

O morcego e o passarinho…por Mágica Mistura

Quero asas pra voar

Planar por sobre as montanhas

Mergulhar de cabeça nas ravinas

Sobrevoar de relance a cidade

Deslizar pelo infinito azul do céu,

Acreditar em milagre…

…Tenho asas e voei

Rasgo a noite escura

Qual morcego misterioso

Alcanço alturas sublimes,

Viajo nas asas do tempo…

Sou gaivota, borboleta

Mariposa…

Minhas asas da mente

Essas não tem limites

Levam-me aonde quero ir

Sem laços,sem destino

Ontem, agora,depois

Chego longe…

Já fui

imagens do WordPress

Corvos são mais inteligentes do que outros pássaros da mesma família

Por Bruno Garattoni

Corvos são pássaros renomados por alguns comportamentos exóticos. Eles conseguem imitar palavras, se lembram de rostos humanos e até usam pequenas ferramentas. Desde a China até a América do Norte, os pássaros do gênero Corvus cobrem o triplo da área ocupada pelo segundo gênero mais numeroso de sua família e englobam 46 espécies em sua classificação. E um artigo recente apontou uma conexão entre essa inteligência diferenciada e a expansão dos corvos ao redor do globo.

estudo, publicado na revista Nature, elenca três traços que permitiram aos corvos se espalharem tão rapidamente: maior envergadura das asas, e corpos e cérebros maiores comparados a outros membros da família dos Corvídeos (que inclui gralhas e pegas). O tamanho físico garante vantagem tanto no voo quanto na briga por alimento. Graças a isso os corvos puderam viajar longas distâncias e mais facilmente competir quando chegaram em novos ambientes.

Já o cérebro avantajado é sinal de maior complexidade cognitiva, e está positivamente relacionado com a flexibilização de comportamento, memória e aprendizado. Uma vez em território novo, eles rapidamente se adaptavam às condições e logo eram parte daquele ecossistema.

O processo evolutivo exige que uma espécie fique durante um período em uma determinada área – se todos os indivíduos morrerem cedo demais, é como se eles nunca tivessem estado lá.

Novo estudo mostra que essas aves são mais espertas do que seus parentes próximos – e isso as ajudou a se espalhar pelo mundo.

Corvos são mais inteligentes do que outros pássaros da mesma família

publicado em superinteressante

%d blogueiros gostam disto: