Assista a “ABBA – The Winner Takes It All (1980)” no YouTube

🌹The Winner Takes It All

Eu não quero falar
I don’t wanna talk

Sobre coisas pelas quais passamos
About things we’ve gone through

Embora esteja me machucando
Though it’s hurting me

Agora é história
Now it’s history

Eu joguei todas as minhas cartas
I’ve played all my cards

E isso é o que você fez também
And that’s what you’ve done too

Nada mais a dizer
Nothing more to say

Não há mais ás para jogar
No more ace to play

O vencedor fica com tudo
The winner takes it all

O perdedor está pequeno
The loser’s standing small

Ao lado da vitória
Beside the victory

Esse é o destino dela
That’s her destiny

eu estava em seus braços
I was in your arms

Pensando que eu pertencia lá
Thinking I belonged there

Achei que fazia sentido
I figured it made sen

Construindo-me uma cerca
Building me a fence

Construindo-me uma casa
Building me a home

Pensando que eu seria forte lá
Thinking I’d be strong there

Mas eu era um tolo
But I was a fool

Jogando de acordo com as regras
Playing by the rules

Os deuses podem jogar um dado
The gods may throw a dice

Suas mentes tão frias quanto gelo
Their minds as cold as ice

E alguém bem aqui embaixo
And someone way down here

Perde alguém querido
Loses someone dear

O vencedor leva tudo (leva tudo)
The winner takes it all (takes it all)

O perdedor tem que cair (tem que cair)
The loser has to fall (has to fall)

É simples e é claro (é tão simples)
It’s simple and it’s plain (it’s so plain)

Por que devo reclamar?
Why should I complain?

(Por que reclamar?)
(Why complain?)

Mas me diga, ela beija
But tell me, does she kiss

Como eu costumava te beijar?
Like I used to kiss you?

Sente o mesmo
Does it feel the same

Quando ela chama seu nome?
When she calls your name?

Em algum lugar no fundo
Somewhere deep inside

Você deve saber que eu sinto sua falta
You must know I miss you

Mas o que posso dizer?
But what can I say?

As regras devem ser obedecidas
Rules must be obeyed

Os juízes vão decidir (vai decidir)
The judges will decide (will decide)

Os gostos de mim permanecem (me permanecem)
The likes of me abide (me abide)

Espectadores do show (do show)
Spectators of the show (of the show)

Sempre ficando baixo (ficando baixo)
Always staying low (staying low)

O jogo está ligado novamente (ligado novamente)
The game is on again (on again)

Um amante ou um amigo (ou um amigo)
A lover or a friend (or a friend)

Uma coisa grande ou pequena (grande ou pequena)
A big thing or a small (big or small)

O vencedor leva tudo (leva tudo)
The winner takes it all (takes it all)

eu não quero falar
I don’t wanna talk

Se isso faz você se sentir triste
If it makes you feel sad

E eu entendo
And I understand

Você veio para apertar minha mão
You’ve come to shake my hand

Peço desculpas
I apologize

Se isso faz você se sentir mal
If it makes you feel bad

Me vendo tão tenso
Seeing me so tense

Sem autoconfiança
No self-confidence

Mas você vê
But you see

O vencedor fica com tudo
The winner takes it all

O vencedor fica com tudo
The winner takes it all

Então o vencedor leva tudo
So the winner takes it all

E o perdedor tem que cair
And the loser has to fall

Jogue os dados, frios como gelo
Throw the dice, cold as ice

Caminho aqui, alguém querido
Way down here, someone dear

Leva tudo, tem que cair
Takes it all, has to fall

E é claro, por que reclamar?
And it’s plain, why complain?

🌹Fonte: Musixmatch

Compositores: Andersson Benny Goran Bror / Ulvaeus Bjoern K

Letra de The Winner Takes It All © Universal/union Songs Musikforlag Ab

imagens do WordPress

Fim de tarde … por Mágica Mistura

Fim de tarde…brisa boa

Tempo de contemplar…

Delícias de estar vivo, sentindo a vibração

Dá vontade de expandir, experimentar,se lançar

Mais nada desejo, além de estar aqui ….

Completamente absorvida na beleza do momento,extasiada de felicidade

Com os olhos e a alma repletas de alegria e amor ❣️

Entardecer na Lagoa dos Patos, Tavares RS.. ao som de Enya…Flora’s Secret ✨

Oração do Milho…por Cora Coralina

Sou a planta humilde dos quintais pequenos e das lavouras pobres.
Meu grão, perdido por acaso, nasce e cresce na terra descuidada. Ponho folhas e haste e se me ajudares Senhor, mesmo planta de acaso, solitária, dou espigas e devolvo em muitos grãos, o grão perdido inicial, salvo por milagre, que a terra fecundou.
Sou a planta primária da lavoura.
Não me pertence a hierarquia tradicional do trigo. E de mim, não se faz o pão alvo, universal.
O Justo não me consagrou Pão da Vida, nem lugar me foi dado nos altares.
Sou apenas o alimento forte e substancial dos que trabalham a terra, onde não vinga o trigo nobre.
Sou de origem obscura e de ascendência pobre. Alimento de rústicos e animais do jugo.
Fui o angú pesado e constante do escravo na exaustão do eito.
Sou a broa grosseira e modesta do pequeno sitiante. Sou a farinha econômica do proletário.
Sou a polenta do imigrante e a miga dos que começam a vida em terra estranha.
Sou apenas a fartura generosa e despreocupada dos paiois.
Sou o cocho abastecido donde rumina o gado
Sou o canto festivo dos galos na glória do dia que amanhece.
Sou o carcarejo alegre das poedeiras à volta dos seus ninhos.
Sou a pobreza vegetal, agradecida a Vós, Senhor, que me fizeste necessária e humilde
Sou o milho.

🌽Cora Coralina

Imagens do WordPress

%d blogueiros gostam disto: