Assista a “CONTRA BOLSONARO, MANIFESTANTES ENFRENTAM POLÍCIA ITALIANA” no YouTube

A vergonha alheia não tem limites nem fronteiras… Bolsonaro e bolsominions nos fazendo querer enfiar a cabeça em um buraco, de novo!

Um verdadeiro zero à esquerda quando se trata de diplomacia, ele sempre se destaca pela estupidez, mediocridade e desagradável presença.

FORA BOLSONARO 🤡

Meteoro Brasil aqui!

imagens da internet

Aberto prazo para manifestação sobre revalidação do Jongo no Sudeste como Patrimônio Cultural

O bem cultural é originário de quintais familiares em contexto urbano e rural no Sudeste brasileiro O Jongo é praticado por descendentes de escravo, que por meio da dança e do batuque, relembram os hábitos ancestrais africanos. Foto: Guilherme Reis A partir desta terça-feira (26) a população terá 30 dias para enviar sugestões e opinar […]

Aberto prazo para manifestação sobre revalidação do Jongo no Sudeste como Patrimônio Cultural

publicado originalmente em blog do pedlowski

A Maldição do Farol… Sempre tem um lugar ( parte um)

A margem deve estar próxima, pensou Faustino, a essa altura já exausto de remar e estropiado de fome . Pelas contas dele já faziam pelo menos 48 horas que havia saído de casa para pescar. Em seus mais de vinte anos de experiência nunca tinha visto um nevoeiro tão denso a ponto de tirá-lo do rumo. Ele agora contava com um milagre para salvar-se , pois a comida havia acabado e o frio estava se tornando insuportável…
Faustino tremeu descontroladamente até adormecer de exaustão…em seu sonho ele caminhava sozinho na praia, isolado de tudo e de todos, quando ao longe ele avistava uma luz , uma luz que o magnetizava , hipnotizava, que era distante e dentro dele ao mesmo tempo. Isso o transportou para sua infância difícil, de abusos e de fome, quando dormia chorando à luz do lampião, na incerteza de um amanhã que talvez nem viesse. No auge do inverno o frio era algo de monstruoso, e o clima extremo obrigava a família a trancar-se por dias em casa, o sofrimento era grande, o fogo não aquecia o suficiente, e a comida sempre pouca era uma tortura permanente. A mãe resignada na miséria, pouco se importava com as ausências constantes do pai , entregue a bebida e perdido para eles…quando Faustino completou 12 anos, fugiu de casa para seguir a vida. Vagou de cidade em cidade, trocando trabalho por comida, até chegar a uma vila de pescadores, onde encontrou seu lugar.
A comunidade simples nunca fez muitas perguntas sobre seu passado, e ele logo se entrosou e aprendeu o ofício da pesca artesanal. Os anos passaram e ele tornou-se um excelente pescador, fazendo de seu ofício sua razão de viver. Agora, beirando os quarenta anos, às vezes pensava em se casar, mas ainda não havia encontrado alguém que preenchesse seu machucado coração. Foi em uma manhã ensolarada que ele pegou seu barco e saiu para a lagoa, tinha encomenda de bagres para o restaurante local, era a festa de aniversário do povoado, e o pessoal gostava da pesca dele, sempre de boa qualidade e no capricho.

… continua

imagens do Pinterest

O que esperar da COP26

Iniciou-se neste domingo (31) a 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática, a COP26. O evento, sediado no Reino Unido, vai se estender por duas semanas, até o dia 12 de novembro. Chefes de Estado e delegações governamentais de 200 países se reúnem na cidade de Glasgow, na Escócia, com o objetivo de atualizar as metas para conter o aquecimento global e a crise climática.

Cerca de 25 mil pessoas são esperadas no evento, entre líderes mundiais, jornalistas e negociadores para as metas que virão a ser definidas. A conferência ocorre todos os anos desde 1995, mas essa edição é particularmente importante, já que marca o aniversário de cinco anos do Acordo de Paris, assinado por 196 países em 2015 (a COP26 deveria ter ocorrido em 2020, mas foi adiada devido à pandemia).

As expectativas para a COP estão altas: trata-se do primeiro encontro desde o lançamento do sexto relatório do IPCC, em agosto deste ano. O documento, que compilou dados de 14 mil estudos, apresenta cinco cenários possíveis (do mais otimista ao mais pessimista) para o aumento das temperaturas globais – e o que precisamos fazer para atingir cada um deles. Ou seja, se há um momento para discutir e decidir ações, é agora.

Começa a conferência climática mais importante dos últimos anos. Entenda por que ela é fundamental, e saiba o que vai acontecer por lá.

O que esperar da COP26

publicado originalmente em superinteressante

%d blogueiros gostam disto: