Cientistas inserem proteína humana em batata

Em humanos,  a presença da proteína FTO está associada à obesidade – tanto que o nome dela é uma abreviação de “fat mass and obesity associated protein”. Biólogos da Universidade de Chicago fizeram uma alteração genética na batata comum (Solanum tuberosum), para que ela também produzisse a FTO, e o resultado foi surpreendente: graças à proteína humana, as batatas transgênicas cresceram 50% a mais (1).

Os cientistas também aplicaram a modificação no arroz, com resultados similares (os grãos não mudaram de tamanho, mas a produtividade por hectare aumentou 50%). A FTO faz a batata e o arroz crescerem mais por três motivos: ela aumenta a eficiência da fotossíntese, deixa as raízes das plantas mais fortes e compridas, e também as torna mais resistentes à seca.

Alteração genética também foi testada no arroz, no qual provocou o mesmo -e curioso- efeito

Cientistas inserem proteína humana em batata

publicado originalmente em superinteressante

4 respostas para “Cientistas inserem proteína humana em batata”

✨🌻