Assista a “ACREDITARAM NUM CAPITÃO FROUXO !” no YouTube

Uma semana recheada de situações bizarras? Temos!

Bravatas mil, ameaças apocalípticas, um pseudo caminhoneiro na lista da Interpol ,e um presidente que atiça o gado por semanas a fio, para depois dar para trás.

O super mito amarelou…para surpresa de ZERO pessoas com cérebro.

O Jota com seu bom humor de sempre em uma análise inteligente!

imagens da internet

Você mesmo 🦋

Experimente pisar na bruma

Ande aonde ninguém foi

Veja o que ninguém viu,

Solte-se com a fé que só você tem

Num mirabolante e fantástico salto

Um desses de perder o fôlego…

Então voe como um pássaro

Soberano, livre e belo

Sentindo o poder do Cosmos

Que pulsa e habita em ti

Vença o bom combate com teu ego

Sinta o desejo da tua alma

Aquilo que é mais precioso pra ti

… e dê-se esse presente..

Porque ninguém vai pisar por você

Nenhum outro andará por ti

E com teus olhos, só tu vês

Sintonize o que de mais profundo

Em teu íntimo reside e vive

E dali extraia tudo

Todo bem,sabedoria e verdade

Tudo que precisas para ser livre …

imagens do Pinterest

A flor…por Carlos Drummond de Andrade

“Uma flor nasceu na rua!
Passem de longe, bondes, ônibus, rio de aço do tráfego.
Uma flor ainda desbotada
ilude a polícia, rompe o asfalto.
Façam completo silêncio, paralisem os negócios,
garanto que uma flor nasceu.
É feia. Mas é flor. Furou o asfalto, o tédio, o nojo e o ódio.”

🌻Carlos Drummond de Andrade

imagens do Pinterest

Assista a “PARA ENTENDER O MARCO TEMPORAL” no YouTube

Em meio a manifestações dos povos originários pelos seus direitos , talvez fiquem algumas dúvidas sobre o que estes irmãos já passaram e continuam passando.

Meteoro Brasil dá uma aula de história , são fatos e fotos reais que nos dão uma dimensão da crueldade com que foram dizimados nossos antepassados ,sim, nossos antepassados…pois quem não têm sangue indígena ( como eu ) com certeza é humano ,e faz parte da mesma saga.

Que nos sirva de alerta e lição… ninguém nunca deveria ter de abrir mão de sua cultura, crenças e terras na base do facão, arma de fogo e todo tipo de barbaridade.

Sem mais …

imagens da internet

Pato australiano aprende a pronunciar insulto – como se fosse um papagaio

Na natureza, os patos almiscarados (Biziura lobata) aprendem a emitir assobios agudos com as aves mais velhas do bando. Ripper, um integrante da espécie criado em cativeiro na Austrália, teve um método de ensino diferente. Sem veteranos para ensiná-lo os barulhos característicos da espécie, ele acabou reproduzindo os sons que escutava no ambiente ao seu redor – o que envolvia desde xingamentos utilizados pelos humanos até a bateção de portas do aviário. 

O comportamento de Ripper foi notado pela primeira vez há mais de 30 anos, mas ainda não havia sido descrito em revistas científicas. Agora, um pesquisador da Universidade de Leiden, nos Países Baixos, resolveu mudar esse cenário. O etólogo Carel Ten Cate resgatou áudios antigos e redigiu um artigo sobre a aprendizagem vocal de patos almiscarados, que foi publicado no jornal Philosophical Transactions of the Royal Society B.

Estudo recém-publicado descreve comportamento do animal, que não é comum na espécie; vocalizações estão relacionadas à criação em cativeiro

Pato australiano aprende a pronunciar insulto – como se fosse um papagaio

publicado originalmente em superinteressante

Antes do T. Rex, este dinossauro estava no topo da cadeia alimentar

O Tiranossauro Rex nem sempre foi o rei dos dinossauros. Na verdade, durante a maior parte da existência dos dinossauros, ele nem estava lá (os primeiros dinos surgiram há 230 milhões de anos, e o T. Rex só apareceu há 70 milhões de anos). Antes dele, um dos répteis que botava medo dos outros bichos era o Ulughbegsaurus uzbekistanensis, uma espécie de ​​carcarodontossauro descrita recentemente.

Carcharodontosaurus é um gênero de dinossauro que viveu há cerca de 100 milhões de anos. O nome vem do latim e significa “lagarto com dente de tubarão”, justamente pelos dentes afiados característicos desses animais. Ele andava nas duas patas traseiras e tinha braços curtinhos. Os tiranossauros já existiam nessa época, mas eram bem menores quando comparados aos carcarodontossauros ou mesmo ao T. Rex, que surgiu depois.

O Ulughbegsaurus uzbekistanensis era duas vezes maior que os tiranossauros da sua época. Sua extinção abriu espaço para que a concorrência aumentasse de tamanho.

Antes do T. Rex, este dinossauro estava no topo da cadeia alimentar

publicado originalmente em superinteressante