A torneira está secando

A imensidão do mar dá a impressão de que a água é recurso ilimitado; afinal, ela cobre 70% do planeta. Mas a ilustração deste texto, baseada num modelo criado por pesquisadores do Serviço Geológico dos EUA, nos dá a real dimensão de sua finitude. A bolha azul maior representa toda água do mundo, seja doce […]

A torneira está secando

publicado originalmente em blog do pedlowski

Nostálgica poeira

Vem o vento,vai a vida

Trás lamento,sem saída

Dorme profundo a aurora

Como se nada houvesse

Nada além do desabafo

De uma alma inquieta …

Ronca o mar, bem alterado

Sem saber qual o motivo

Só nos resta a boemia

Que na madrugada espreita

A poeira acumulada

Nos batentes,nas janelas

Testemunha calada e fria

Do que poderia ser

Mas não era…

Por detrás de tanto zelo

Nasce e morre a nostalgia

Companheira de percalços

Trás nos pés tanta magia

A imatura esperança

Loucamente atrevida

Haverá de surgir de novo

Intrépida e insistente

No raiar de outro dia…

imagens do Pinterest

Bebê deve ser estimulado a segurar objetos desde o nascimento, diz estudo

Recém-nascidos e bebês de até três meses de idade já devem receber estímulos para manusear objetos e observar adultos desenvolvendo tarefas do dia a dia. Esse incentivo ajuda no desenvolvimento social, motor e cognitivo. É o que sugerem pesquisadores em artigo publicado na revista científica Infant Behavior & Development.

O estudo propõe que, desde o nascimento, os bebês assistam cotidianamente os adultos em suas atividades diárias, como, por exemplo, na manipulação de utensílios domésticos. Além disso, também devem ter contato frequente com objetos para que desenvolvam as habilidades de segurá-los e de estender os braços para alcançá-los.

Nos primeiros meses de vida, eles são capazes de aprender muito mais do que os pais imaginam. Pesquisadora ensina exercícios que ajudam no desenvolvimento

Bebê deve ser estimulado a segurar objetos desde o nascimento, diz estudo

publicado originalmente em Veja saúde

Cestas de frutas de 2,5 mil anos encontradas em cidade egípcia submersa

As ruínas submersas da cidade de Heracleion, no litoral mediterrâneo do Egito, foram descobertas 20 anos atrás. Desde então, artefatos arqueológicos não param de aparecer. A última descoberta são cestas de vime cheias de frutas que datam do século 4 a.C.

Sim, você leu certo: as frutas ainda estão lá – ainda que não particularmente comestíveis. As cestas permaneceram intocadas há 2,5 mil anos e estavam cheias de doum – o fruto de uma palmeira nativa do continente africano considerada sagrada pelos antigos egípcios. Também havia sementes de uva.

A cidade de Thonis-Heracleion, na costa do Egito, foi engolida pelo delta do Nilo no século 7 – e redescoberta vinte anos atrás. Os achados arqueológicos não param.

Cestas de frutas de 2,5 mil anos encontradas em cidade egípcia submersa

publicado originalmente em superinteressante

%d blogueiros gostam disto: