Em carta, Einstein antecipou descoberta sobre a sensibilidade magnética de animais

O texto escrito pelo físico alemão estava perdido desde 1949. A magnetorecepção, usada por aves migratórias, só começou a ser discutida décadas depois.

18 de outubro de 1949. Albert Einstein se senta em uma escrivaninha para responder a uma carta do colega engenheiro Glyn Davys, que escrevia sobre como a percepção dos animais poderia nos revelar algo sobre o mundo físico. Einstein responde: “É possível que a pesquisa sobre o comportamento de aves migratórias e pombos-correio possa um dia levar à compreensão de algum processo físico ainda desconhecido”.

Em carta, Einstein antecipou descoberta sobre a sensibilidade magnética de animais

publicado originalmente em superinteressante

Pesquisa identifica pegadas de dinossauros no Mato Grosso do Sul

A descoberta levou os pesquisadores a reclassificar a formação geológica da região. As pegadas pertencem a dois tipos de dinossauros diferentes.

Uma pesquisa de campo realizada na cidade de Nioaque, no Mato Grosso do Sul, revelou a presença de pegadas de dinossauros que caminharam na região há 140 milhões de anos. Os cientistas do Serviço Geológico do Brasil e da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) ainda encontraram fósseis de um animal vertebrado dentro de uma toca fossilizada. Os resultados foram publicados no Journal of South American Earth Sciences.

Pesquisa identifica pegadas de dinossauros no Mato Grosso do Sul

publicado originalmente em superinteressante

Assista a “TRAIÇÃO AO POVO BRASILEIRO, LIRA INSTALA COMISSÃO PARA ANALISAR VOTO IMPRESSO DE MADRUGADA!” no YouTube

Sim,a volta do jurássico voto impresso é uma urgência no desgoverno Bolsonaro…

É que realmente ele não tem mais nada para se preocupar…

E para não fugir ao costume,arma na calada da noite,pelas costas do povo.

O Professor Jota dá a dica…

imagens da internet

MPS tipo 2: atenção aos sinais

Aumentar o conhecimento em relação à doença auxilia no diagnóstico precoce.

A mucopolissacaridose (MPS) tipo 2, também conhecida como síndrome de Hunter, é uma doença genética rara que atinge uma em cada 162 000 pessoas, ¹ afetando quase exclusivamente indivíduos do sexo masculino. A doença aparece, geralmente, na primeira infância² e ocorre por conta da falta de atividade da enzima chamada iduronato-2-sulfatase (I2S).³

MPS tipo 2: atenção aos sinais

Meteorito que sobreviveu a incêndio será exposto no Planetário da Gávea

O espaço reabre neste sábado (15), com visitação das 10h às 17h. O meteorito Santa Luzia, com quase duas toneladas, era uma das peças do Museu Nacional.

Com quase duas toneladas, o meteorito Santa Luzia, segundo maior do país, ganha exposição no Planetário do Rio no sábado (15). Sobrevivente do incêndio do Museu Nacional, em 2018, o objeto será destaque na área externa do espaço.

Meteorito que sobreviveu a incêndio será exposto no Planetário da Gávea

publicado originalmente em Veja

Museu do Ipiranga: descobertas arqueológicas são reveladas em reforma

Objetos foram encontrados em escavações na área externa do novo museu.

O canteiro de obras do Museu Paulista, mais conhecido como Museu do Ipiranga, em São Paulo, se transformou em um sítio de monitoramento arqueológico. Isso porque em escavações na área externa do museu, uma equipe de arqueólogos encontrou ossos, fragmentos de porcelana e objetos de uso pessoal. Os achados de outras épocas são analisados e divulgados em série de postagens nas redes sociais do museu por meio de uma parceria com a Scientia Consultoria Científica.

Museu do Ipiranga: descobertas arqueológicas são reveladas em reforma

publicado originalmente em Veja