Ânimo…

Sinto minh’alma pesada

Meu ânimo abalado

Minha essência carente…

Mais um dia,

E para tantos só mais um

Mas para quem sofre?!

Quem é sensível?!

Me sinto parte de tudo

Impotente diante do caos

Indignada neste absurdo

Nesse precipício sem fundo

Vou estender as mãos

Tentar alcançar a borda

Meu espírito pensante,

Acredita na Luz

Meu ego machucado

Quer justiça a qualquer preço…

Quer a vida de volta

Novamente procuro nas palavras

Motivos para acreditar

Que amanhã será melhor

Que o ser humano vale a pena

A beira do poço está perto

Quase posso tocar

Prossigo ✨✨

imagens do wordPress

%d blogueiros gostam disto: