Assista a “Bolsonaro e suas criaturas! Descobriram a causa do contágio! Ministro “Seu Creisson” nos deve GRANA” no YouTube

O relicário de asneiras parece interminável,e quando penso que já vi tudo vem um tal de Onyx Lorenzoni que se diz “Ministro da Secretaria Geral ” do “Presidente da Bozolândia”,com a pérola que vocês poderão conferir no vídeo acima…

Do Canal Portal do José.

Realmente o ridículo não tem mais limites.

imagens da internet

Vida que segue 🖤

Alguém me explica

Como não chorar, não lamentar

Por favor me ensinem

A continuar como se nada fosse

Não estou dando conta

A poesia ajuda,

Temo não ser suficiente

Aonde deixamos a nossa lucidez?

Em que triste notícia

Abandonamos o amor

Desde quando conseguimos comer

Dormir,sorrir, trabalhar

Como se pilhas de cidadãos

Ora mortos em vida

Ora por Covid mortos

Não se amontoassem

Pilhas,e pilhas horrendas

Bem aqui ao lado?

Desde quando container

É lugar de cadáver…

Médicos pedindo socorro

Pelo amor de Deus…

É banal,comum, normal?

Não, não dá mais

E a economia?

Economia só se for de bondade

Caridade, valores humanos

Mais uma semana…

Tem os que negam, os que se omitem

Não quero de maneira nenhuma

Fazer parte do segundo grupo

Clamo apenas para que possamos

Parar de fingir

E encarar o que urge

Consciência, misericórdia

Senão, literalmente

Não haverá leitos

Nem covas,nem vida

Não sobrará nada.

imagens do WordPress

Assista a “Raul Seixas – Gita” no YouTube

🧙 Gita ✨✨✨

Eu, que já andei pelos quatro cantos do mundo procurando
Foi justamente num sonho que Ele me falou

Às vezes você me pergunta
Por que é que eu sou tão calado
Não falo de amor quase nada
Nem fico sorrindo ao teu lado

Você pensa em mim toda hora
Me come, me cospe, me deixa
Talvez você não entenda
Mas hoje eu vou lhe mostrar

Eu sou a luz das estrelas
Eu sou a cor do luar
Eu sou as coisas da vida
Eu sou o medo de amar

Eu sou o medo do fraco
A força da imaginação
O blefe do jogador
Eu sou, eu fui, eu vou

Eu sou o seu sacrifício
A placa de contramão
O sangue no olhar do vampiro
E as juras de maldição

Eu sou a vela que acende
Eu sou a luz que se apaga
Eu sou a beira do abismo
Eu sou o tudo e o nada

Por que você me pergunta?
Perguntas não vão lhe mostrar
Que eu sou feito da terra
Do fogo, da água e do ar

Você me tem todo dia
Mas não sabe se é bom ou ruim
Mas saiba que eu estou em você
Mas você não está em mim

Das telhas, eu sou o telhado
A pesca do pescador
A letra A tem meu nome
Dos sonhos, eu sou o amor

Eu sou a dona de casa
Nos pegue-pagues do mundo
Eu sou a mão do carrasco
Sou raso, largo, profundo

(Gita! Gita! Gita! Gita! Gita!)

Eu sou a mosca da sopa
E o dente do tubarão
Eu sou os olhos do cego
E a cegueira da visão

Eu, mas eu sou o amargo da língua
A mãe, o pai e o avô
O filho que ainda não veio
O início, o fim e o meio
O início, o fim e o meio
Eu sou o início, o fim e o meio
Eu sou o início, o fim e o meio

🧙✨🧙 compositores: Paulo Coelho e Raul Seixas

imagens do WordPress