Óleo de copaíba… como usar?

 O Óleo de Copaíba ou Bálsamo de copaíba é um produto resinoso que apresenta diferentes aplicações e benefícios para o organismo, incluindo para o sistema digestivo, intestinal, urinário, imunológico e respiratório. 

Este óleo pode ser extraído a partir da espécie Copaifera officinalis, uma árvore também conhecida por Copaíba ou Copaibeira que cresce América do Sul e que pode ser inclusive encontrada no Brasil na região do Amazonas. No Brasil existem no total 5 espécies diferentes de Copaíba, sendo esta uma árvore rica em óleos essenciais, com potente ação germicida e cicatrizante. 

Óleo de Copaíba serve para tratar problemas no organismo relacionados com as vias urinárias e respiratórias, assim como serve para desinfectar e cicatrizar feridas ou problemas de pele. 

Este óleo depois de extraído pode ser usado puro, na forma de cápsulas, em diversas pomadas e cremes anti-inflamatórios e cicatrizantes, assim como em loções, shampoo anti-caspa e para tratamento de problemas no couro cabeludo, produtos para cuidado oral, produtos para o acne, sabonetes, espumas de banho e produtos para higiene íntima. Além disso, este óleo também serve para fixar perfumes e fragrâncias na industria. 

Quando ingerido na forma de cápsulas, é recomendada a ingestão de 2 cápsulas por dia, sendo recomendada uma dose de 250 mg por dia. Para aplicar na pele, é recomendada a aplicação de algumas gotas de óleo sobre a região a ser tratada, massageando em seguida para a completa absorção do produto. 

Benefícios do Óleo de Copaíba

O Óleo de Copaíba apresenta diferentes aplicações e benefícios, que incluem: 

  • Cicatrização e desinfecção de feridas; 
  • Antisséptico e expectorante para as vias respiratórias, ajudando no tratamento de problemas como pulmonares como tosse e bronquite; 
  • Ajuda no tratamento da disenteria;
  • Atua nas vias urinárias no tratamento da incontinência urinária e cistite, assim como possui ação antisséptica e diurética; 
  • Ajuda no tratamento de problemas de pele como psoríase, dermatoses, eczemas ou urticária. 

Além disso, este óleo também ajuda no tratamento de problemas no couro cabeludo, aliviando os sintomas de coceira e irritação. 

Propriedades do óleo de copaíba

O Óleo de Copaíba possui uma forte ação cicatrizante, antisséptica e bactericida, assim como apresenta propriedades que diluem e favorecem a expulsão da expectoração, diuréticas, laxativas, estimulantes e emolientes que suavizam e amaciam a pele. 

Mais informações na fonte: tuasaude.com

Rainha Boadicea

Boadiceia (FO 1943: Boadicéia) (também BoudicaBoudiccaBoadiceaBuduica e Bonduca) foi uma rainha celta que liderou os icenos,[1] juntamente com outras tribos, como os trinovantes, em um levante contra as forças romanas que ocupavam a Grã-Bretanha em 60 ou 61[2] durante o reinado do imperador Nero. Estes eventos foram relatados por dois historiadoresTácito (em seus Anais e Agrícola) e Dião Cássio (em sua História romana).[3]

Boadiceia era casada com Prasutagos, o rei dos icenos,[4] que havia feito um trato com os romanos tornando-se aliado do Império Romano. Com a sua morte, Boadiceia assumiu a liderança de seu povo. Contudo, os romanos ignoraram o testamento e o procurador Cato Deciano apropriou-se de toda a herança do rei falecido. Quando os icenos protestaram contra tal abuso, na pessoa da sua rainha viúva Boadiceia, Cato Deciano ordenou às suas tropas sufocar o protesto, e estas ultrapassaram-se no emprego da força, açoitando a rainha e estuprando suas filhas.[5]

Ela ficou revoltada com o tratamento dado pelos romanos e começou uma revolta, unindo os povos próximos da sua cidade para lutar pela libertação do jugo romano. Eles chegaram a tomar e massacrar algumas cidades que estavam sob controle do Império Romano.[6]

Depois de algumas perdas, o exército romano se reorganizou e atraiu os rebeldes liderados por Boadiceia, em maior número, para um terreno adequado às táticas militares romanas, comandados pelo governador da BritâniaCaio Suetônio Paulino e conseguiu derrotá-los. Esta revolta foi uma das mais violentas contra o Império Romano.

De acordo com o historiador Tácito, após a derrota da rebelião, Boudica se matou ingerindo veneno. Contudo, segundo Dião Cássio, ela teria adoecido e morrido.[7]

Mais em:

https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Boadiceia

Acesse o link para a música Boadicea com Enya

O feminino na mitologia por Lúcia Helena Galvão

A competente e carismática professora da Nova Acrópole,a querida Lúcia Helena Galvão nos presenteia com essa aula maravilhosa sobre o Sagrado Feminino na Mitologia. É assistir e se deliciar viajando no jeito descontraído e acertivo de nos passar conhecimento.Ela sim…uma verdadeira Musa.💕

Paz e Luz ✨

Eu☯️

Suave como a brisa

Derrubando tudo como um furacão
Doce feito manga madura
Ou amarga ,amarga criatura
 Sou como tenho que ser
 Sem regras ,sem dogmas 
Sem pressupostos …mudando ,me adaptando 
Sendo eu.
Na tormenta posso ser forte e segura 
Na calmaria 
Terna e meiga criatura
Mas com certeza interagindo e sendo eu
O que é a parte mais difícil …
E mais fácil…
E mais bela, e mais dura